O Saquá 179 – Chamadas de Capa

Materias de Capa_novembro_2014

 

Quer folhear as páginas do jornal O SAQUÁ
Edição de novembro de 2014 (Ed 179)?
Fique à vontade… Clique nas páginas para ampliar!

Feira Cultural e da Agricultura Familiar no Centro de Saquarema

A apresentação de folclore do Educandário do Bem foi um dos  destaques da Feira de Cultura  (Foto: Edimilson Soares)

A apresentação de folclore do Educandário do Bem foi um dos
destaques da Feira de Cultura (Foto: Edimilson Soares)

O evento que já se tornou uma tradição na cidade, reuniu agentes culturais, agricultores do município e um grande público nos dias 14 e 15 de novembro para apreciar a diversidade cultural de Saquarema. Houve participação dos escritores e artistas plásticos da região, além de apresentações de música, dança e folclore promovido pelos artistas locais, além de exposição de artesanato e atividades criativas para as crianças. O destaque foi para os sabores deliciosos da culinária da roça, sempre presente nas tradicionais barraquinhas, que expuseram a fartura da agricultura familiar.

Página 3

Mesmo debaixo de chuva o público não arredou pé da Feira Cultural com suas apresentações diversas (Foto: Edimilson Soares)

Mesmo debaixo de chuva o público não arredou pé da Feira Cultural com suas apresentações diversas (Foto: Edimilson Soares)

 

Uma casa de farinha no Rio Mole

Edil e seu pai, Arlindo, mantendo a tradição de fazer a boa farinha artesanal (Foto: Vitor Frias)

Edil e seu pai, Arlindo, mantendo a tradição de fazer a boa farinha artesanal (Foto: Vitor Frias)

Situada aos pés da Serra do Amar e Querer, a casa de farinha do Seu Arlindo resiste ao tempo, nos fundos de sua casa, ao lado do sítio de um dos herdeiros da família Matos, dona da antiga fazenda, cuja sede foi demolida há cerca de 15 anos. Com método artesanal, Seu Arlindo faz farinha como antigamente e ainda mói o café que oferece às visitas que vão em busca deste encontro com o passado remoto de Saquarema.

Página 7

 

A história em debate na FAETEC

Alunos da FAETEC confraternizam com Maria Prestes e seu filho Luiz Carlos na exposição promovida pela Fundação Maurício Grabois (Foto: Alessandra Calazans)

Alunos da FAETEC confraternizam com Maria Prestes e seu filho Luiz Carlos na exposição promovida pela Fundação Maurício Grabois (Foto: Alessandra Calazans)

Os 90 anos da Coluna Prestes e os 50 anos do Golpe de 1964 foram debatidos na FAETEC, onde também foi apresentada uma exposição e se realizou um ciclo de cinema. A exposição itinerante sobre a Coluna Prestes é uma produção da Fundação Maurício Grabois, trazida diretamente do Congresso Nacional, onde foi inaugurada, para Saquarema, devido ao empenho da viúva de Prestes, Dona Maria, que tem uma casa em Barra Nova, e de seu filho Luiz Carlos Prestes Filho, que também participou do evento. Os 50 anos da ditadura que assolou o Brasil, foram debatidos pelo professor Ivan Cavalcanti Proença, pelo escritor e jornalista José Leal e pelos produtores do filme “Calabouço”, sobre o movimento estudantil em 1968, Paulo Gomes e Geraldo Sardinha.
Página 10

 

Jovens de Saquarema em destaque – PÁGINA 8

A superação de um atleta – PÁGINA 69 - A emoção de Beatriz Dutra no lançamento do seu livro Suavidade - ZMF Editora

Suavidade de Beatriz Dutra – PÁGINA 11

 O livro da morta viva Cici – PÁGINA 2

 

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.