Karatê e Superação

As vitórias do karateca Alberto vão além das medalhas (Divulgação)

As vitórias do karateca Alberto vão além das medalhas (Divulgação)

O Karatê é uma arte marcial de defesa pessoal e permite sua prática em qualquer idade. Prova disso é o atleta Alberto Silveira, que aos 61 anos fica entre a função de empresário e atleta. Como empresário, se divide entre Saquarema e Itaboraí, locais onde ele tem 2 escolas técnicas, a ANS Escola (Bacaxá). No Karatê, sua história foi retomada há 1 ano, pois na juventude ele já praticava, mas um acidente de carro na época interrompeu as atividades, a recuperação foi lenta. Sua volta ao esporte foi em grande estilo, é agora atleta filiado à Federação Estadual de Karatê – RJ, na faixa-marrom e recentemente conquistou o vice-campeonato Estadual do RJ na categoria Master, em setembro, que aconteceu na Vila Olímpica, em Duque de Caxias- RJ.
No Campeonato Brasileiro de Karatê 2014, foi como atleta da Seleção Estadual, representando Saquarema, juntamente com o pequeno atleta Luiz Fernando Palermo, sempre bem colocado nas competições. Alberto almejava o pódio, mas uma contusão (costela quebrada) impediu sua total performance, ainda assim conseguiu com superação o 5° lugar na

Alberto com os mestres da Academia RCS e o jovem atleta Luiz Fernando Palermo   (Foto: Edimilson Soares)

Alberto com os mestres da Academia RCS e o jovem atleta Luiz Fernando Palermo (Foto: Edimilson Soares)

categoria Master Kumitê, em outubro, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. Foi um campeonato com várias conquistas, inclusive porque competia com atletas de faixa-preta graduados, passando por 3 seletivas no RJ, uma na Região dos Lagos, em Saquarema, sendo medalha de ouro em todas, e uma classificatória na Bahia, conquistando a medalha de bronze.
Ainda se recuperando da contusão, voltará em breve aos treinamentos na Academia RCS, em Bacaxá, onde treina com os Mestres Shiran (7° DAN) Fernando Gomes e Sensei (4° DAN) Osmar, para o exame de faixa-preta, que fará em dezembro de 2014.
Julga importante a um atleta, uma alimentação balanceada, dormir cedo, nada de vícios e muita determinação, segundo ele: “o equilíbrio emocional é fundamental para o êxito do atleta e acima de tudo a permissão de Deus”. A família o apoia, mas se preocupa com as contusões e com o ritmo de treinamento para as competições de alto nível. Mas para Alberto não é possível ficar longe do Karatê, que é uma questão de saúde e estilo de vida.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.