Cidade Comunidade Política Últimas Notícias

Campo de Aviação em Saquarema pode salvar prédio histórico no Rio

O ex-prefeito Peres em Brasília negociando o Campo da Aviação (Foto: ASCOM/PMS)

Agora é certo! Depois de idas e vindas a Brasília, finalmente a Prefeitura Municipal de Saquarema (PMS) anunciou em seu site que o objetivo foi alcançado. “Já foi batido o martelo para a cessão da área do Campo de Aviação, na região Central, para a Prefeitura de Saquarema”. Segundo o press release da PMS, a informação foi confirmada pelo secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e de Educação, Antonio Peres Alves, que tem ido à Brasília desde abril do ano passado para negociar junto à à Secretaria de Patrimônio da União a cessão ou venda do espaço. De acordo com o secretário municipal e ex-prefeito Antonio Peres, o objetivo é implantar, no espaço, um grande parque verde.
Durante as negociações, a cidade teve como aliados em Brasília o deputado federal Altineu Côrtes e o senador Carlos Portinho, ambos do PL. A cessão do Campo de Aviação para a Prefeitura de Saquarema foi uma articulação dos parlamentares, como alternativa ao leilão do Palácio Capanema, prédio histórico na cidade do Rio, que abrigou o antigo Ministério da Educação e Cultura (MEC). Marco da arquitetura moderna brasileira, o atual Palácio Capanema foi projetado por um grupo de arquitetos notáveis como Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, Afonso Eduardo Reidy e outros, com consultoria do arquiteto franco-suíço Le Corbusier.

Construído durante o governo do presidente Getúlio Vargas, entre 1936 a 1945, foi concluído em 1947, no governo do marechal Lott. Com 16 andares e o bloco principal sobre pilotis, foi um dos primeiros edifícios no mundo com uso do recurso do brise-soleil (quebra-sol), para evitar a entrada do sol em sua fachada de vidro. No térreo, a ala do auditório, com azulejos de Cândido Portinari, há também uma marquise com um terraço-jardim, criado pelo paisagista Roberto Burle Marx. Em seu interior há obras de arte assinadas por Guinard e Pancelli, entre outros modernistas, além das esculturas de Bruno Giorgi no jardim.

E esse deslumbrante edifício no centro do Rio seria leiloado pelo governo bolsonaro, caso não se efetivasse a troca com o Campo de Aviação de Saquarema, com valor calculado em 13 milhões de reais. Seria uma permuta, o Campo em Saquarema pelo prédio do MEC, no Rio, obra-prima da arquitetuta nacional. Desta forma, Saquarema poderá salvar o Palácio Capanema, uma jóia da arquitetura do século XX e o município vai ganhar uma área verde, sob a inspiração do desenvolvimento sustentável.

O Palácio Capanema, marco da arquitetura modernista no Brasil (Foto: Agência Brasil)

Similar Posts