Beatriz Dutra: Cultura é Notícia Cidade Comunidade Cultura Educação Nas Bancas

Quem ama, cuida!

Cultura é Notícia - Beatriz Dutra

PER-PLE-XI-DA-DE, quase que diariamente, diante de tantos absurdos, desvarios, e irresponsabilidades, violência… Difícil, muito difícil mantermos o equilíbrio emocional e a paz interior, agredidos, quase sempre, pelas notícias nos telejornais e internet.

Mas “a vida vai melhorar”… canta Martinho da Vila… E, vez por outra, chegam-nos notícias que são como uma brisa para nos acalmar e fortalecer o nosso espírito… Sim, a brisa é leve, suave, mas contraditoriamente, tem o poder de nos restaurar, reanimar e fortalecer… Ah!… Estamos cansados, sim… mas como lembra Carlos Nejar, “o espírito é invencível ! “…

Vejam, leitores, que notícia maravilhosa: o projeto “Protegendo as Tartarugas Marinhas” , no Norte Fluminense, já realizou a soltura de mais de um milhão de filhotes ao mar, e acaba de ganhar prêmio internacional de sustentabilidade da Associação Internacional de Portos (IAPM, na sigla em inglês).

É que, ameaçadas da extinção, as tartarugas-cabeçudas buscam no litoral do Norte Fluminense o ambiente ideal para desovarem. O destino são as praias do município de S. João da Barra, para onde elas migram anualmente, em meados de setembro, quando o ciclo reprodutivo começa. É lá também, que o citado Projeto atua para preservar a espécie desde 2008, informa-nos Amanda Scatolini, em “O Globo”, de 03/07/2021 .

Não é lindo isso, leitores? Nosso planeta está enfermo, tantas as devastações, queimadas, degradações do meio ambiente mas, em contrapartida, quem ama cuida, preserva, atua solidariamente…

E o Porto do Açu é o responsável pelo citado projeto. Ele está localizado dentro dos cem quilômetros da área prioritária para a preservação da espécie… – “Nós temos o compromisso de desenvolver o Açu para ser um porto seguro para os navios e também para as tartarugas marinhas” – diz Eduardo Kantz, diretor de relações institucionais do porto.

“Dividido em três linhas de atuação, o projeto conta com a colaboração da população local para dar certo. São mais de 60 quilômetros de praia sendo monitorados diariamente, desde o Pontal do Atalaia, no município, até a Barra do Furado, em Campos dos Goytacazes. Toda a extensão é percorrida por equipes, formadas por moradores da região, que buscam rastros das tartarugas para identificação e localização de novos ninhos.”

“Com a eclosão dos ovos e o nascimento dos filhotes, o projeto organiza eventos de soltura, reunindo escolas, pescadores, banhistas e a comunidade da região.”

“É o sonho que mostra o caminho”, escreveu Gofredo Telles Júnior. O caminho para a salvação do Planeta ! …

Similar Posts