Cidade Comunidade Cultura Educação Últimas Notícias

No dia do aniversário da cidade exposição homenageia pescadores

O belo artesanato dos pescadores de Mombaça (Fotos: Dulce Tupy)

Uma exposição realizada no dia do aniversário de Saquarema, foi a homenagem da Escola Municipal Orgé Ferreira dos Santos, que foi um grande pescador de Itaúna, quando a famosa praia de Itaúna, com suas ondas magníficas ainda nem era considerada o “Maracanã do Surf”. Situada na Avenida Oceânica, entrada principal do bairro, a escola é dirigida pela Tininha, apelido de Lubete Sá Ferreira, moradora local e sobrinha neta do pescador Orgê, que também é tio da vereadora Taeta, membros de uma família tradicional do bairro.

A diretora Tininha e suas colaboradoras


Esta singela exposição que durou apenas um dia, montada no pátio interno da escola, foi uma homenagem inspiradora promovida pela direção da escola e professores, como Alexandra, diretora-adjunta e Bárbara Drummond, responsável pela Sala de Leitura, entre outras, porque foi um trabalho coletivo. Em destaque, um quadro a óleo retrata o próprio Orgé trazendo um peixe na mão, peças de artesanato feitos pelos pescadores locais, uma rede de pesca, instrumento básico dos pescadores artesanais, e vários utensílios de pesca.

Paralelamente, outros destaques do bairro como o surfe também estavam presentes, como um retrato do saudoso surfista Rossini Maraca e fotos de novos campeões nacionais e internacionais como o de ondas gigantes Chumbinho, entre outros. No campo poético, dois poemas dos consagrados Chico Peres e sua mestra inspiradora Roseane Murray. Fotos dos próprios alunos da escola e professores, entre outros painéis, completaram a exposição, que teve o apoio da Carine, secretária da Colônia dos Pescadores Z-24 de Saquarema.

O célebre pescador Orgé e redes de pesca


Foi uma pequena homenagem da escola que não deixou passar em branco a data dos 180 anos da cidade, completados no dia 8 de maio! Não foi pouca coisa, nesta data que merecia muito mais, inclusive os históricos desfiles cívico-escolares pelas principais ruas da cidade, hoje proibidos de acontecer para evitar aglomeração. Os desfiles eram um dia de festa, antes da pandemia de Covid 19. Agora, foi apenas o que foi possível fazer: uma exposição para lembrar as origens do município, uma vila de pescadores. Parabéns a todos que colaboraram com esta iniciativa simples, mas profundamente emocionante e significativa. Parabéns, Orgé. Parabéns, Saquarema.

Similar Posts