Uma edição histórica para alicerçar o rumo do futuro

Editorial - Dulce Tupy

Porque fazer uma edição histórica? Nos últimos 3 anos, a Tupy Comunicações produziu edições históricas no aniversário do município, Dia 8 de Maio, quando se comemora a emancipação político-administrativa de Saquarema. Agora, em maio de 2016, nos 175 anos de Saquarema, estamos entregando nossa quarta edição especial histórica do jornal O Saquá. Produzida por uma pequena equipe, empenhada em fazer o melhor possível, esta edição encantadora serve a todos, mas principalmente às escolas para ser utilizada no ensino fundamental. Alunos e professores já se acostumaram a ler o jornal O Saquá, com histórias e novidades sobre a vida, o passado e o presente de Saquarema.

Por ser um município pequeno, onde faltam livros e a pequena Biblioteca José Bandeira funciona parcialmente, a pesquisa escolar se resume praticamente à internet. Os poucos livros de referência histórica publicados no município, tiveram edições reduzidas e poucos leitores tiveram acesso aos originais, ficando os demais limitados às cópias que circulam de mão em mão. Assim, o jornal O Saquá investe uma vez por ano na divulgação da história do município, abrindo espaço para uma reflexão construtiva sobre o nosso passado, presente e futuro.

Este ano, a pesquisa enfocou o terceiro distrito, Sampaio Corrêa, mas ultrapassou nossas expectativas e verificamos que, mesmo numa edição de 16 páginas, maior do que as habituais 12 páginas que publicamos mensalmente, não coube tudo que gostaríamos de publicar. A edição ficou pequena! Fizemos entrevistas maravilhosas com várias personalidades que não entraram nesta edição, mas que estarão nas nossas páginas na próxima edição, na segunda quinzena de maio, ainda dentro do mês do aniversário do município. Portanto, aguardem; muita informação relevante e matérias boas serão publicadas, junto com a cobertura do Aniversário dos 175 anos de Saquarema, uma data por si só merecedora do nosso trabalho. Junto com a cobertura dos eventos, as inaugurações, a sessão solene da Câmara, o desfile cívico-escolar, vamos publicar as entrevistas já feitas e que não pudemos publicar agora.

Agradecemos aos nossos patrocinadores, parceiros e anunciantes, que nos acompanham nesta aventura histórica, em busca das raízes de Saquarema, esta linda terra onde vivemos. Sem eles, esta edição não existiria, porque são eles que possibilitam os custos de impressão do jornal, assim como nossos profissionais, especialmente a jornalista Alessandra Calazans, o fotógrafo Agnelo Quintela e o diagramador Ronan Vasconcelos.

Temos que agradecer também, ao repórter fotográfico Edimilson Soares, ao editor adjunto Silênio Vignoli e à designer Lia Caldas que juntos dão estilo ao nosso coletivo. Finalmente, agradecer aos nossos colaboradores Gilson Gomes e Paulo Lulo, sempre atentos aos fatos do presente e do passado da cidade. O jornalismo é uma atividade que tem compromisso não só com a informação, mas também com a formação dos leitores, tendo como foco a transformação dos indivíduos e da sociedade.

LEIA TAMBÉM:
Santa Luiza: a usina de Sampaio Corrêa que foi um verdadeiro motor para Saquarema dos anos 30 a 70
Senador Durval Cruz, o criador da usina
Senador Sampaio Corrêa, o engenheiro que deu nome ao terceiro distrito de Saquarema
Sonia Gouveia, a primeira-dama da Usina
Estrada de Ferro Maricá
Santa Luiza, uma potência também no futebol
Manoel Gomes, da Usina ao Lions
A trajetória vitoriosa de um vigoroso Totonho

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Dulce Tupy é editora do jornal O Saquá e da Tupy Comunicações.