Cidade Comunidade Cultura Destaque Educação Opinião Religião

O Saquá 264 – Chamadas de Capa

O Círio de Nazareth na pandemia

Nossa Senhora de Nazareth, uma devoção secular, mantendo a fé de seus devotos

O tradicional Círio de Nazareth, o mais antigo do Brasil, realizou-se da forma que foi possível, nesses tempos de pandemia. Com novenas e missas adaptadas à realidade atual, obedecendo o protocolo sanitário de uso de máscaras, álcool gel e distanciamento, a festa foi reduzida no aspecto geral, mas com a mesma intensidade religiosa dos fiéis que fizeram fila para entrar na igreja de Nossa Senhora de Nazareth. No interior da igreja, em vez dos bancos de madeira habituais, foram colocados apenas 50 banquinhos de plástico, bens distantes uns dos outros, mas no altar, com toda a pompa que a data exige, foi feita a descida da Santa e a coroação de Nossa Senhora e do Menino Jesus como sempre. O novo padre Goretti organizou o evento junto com a Irmandade de Nossa Senhora de Nazareth.
Página 3

Lei Maria da Penha faz 15 anos

A farmacêutica Maria da Penha, que virou um símbolo de luta das mulheres no Brasil

A lei que homenageia a farmacêutica que sofreu duplo femincídio no Ceará completou 15 anos, comemorando vanços em todo o país. No Rio de Janeiro, o Tribunal de Justiça desenvolveu um aplicativo que facilita as denúncias das vítimas. Agora, as vítimas podem usar em um simples link, para denunciar os seus agressores.
Página 6

Campeão de Kickboxing vai para o Nacional e para o Sul Americano

Jhonathan venceu o Campeonato Brasileiro de Kickboxing e conquistou o cinturão

O professor Jhonathan dos Santos, da Academia Energia e Ação, de Jaconé, ganhou o cinturão do Campeonato de Kickboxing. Agora, ele vai fazer parte da Seleção Brasileira de Kickboxing e vai disputar o Sul-americano da categoria. Também da mesma Academia, o pequeno Pedro Henrique, 7 anos, foi notícia no mês passado no jornal O Saquá, por ter vencido, em segundo lugar, a seletiva do brasileiro de kickboxing, realizada no Clube Tamoio, em São Gonçalo.
Página 6

Congresso de Jornalistas trouxe um mito do jornalismo ambiental

Edilson Martins conviveu com Chico Mendes em Xapuri, no Acre, na Amazônia

O jornalista, escritor e documentarista Edilson Martins, pioneiro do jornalismo ambiental nas páginas do histórico jornal O Pasquim, nos anos 60/70, participou do Congresso Estadual de Jornalistas e mais uma vez surpreendeu. Edilson tem vários livros publicados, entre eles o célebre “Chico Mendes, um povo da floresta”, publicado em 1978, com a última entrevista do líder seringueiro que chegou a receber prêmio Global 500, o maior da ONU (Organização das Nações Unidas) antes de ser assassinado por fazendeiros no Acre.
Página 2

Similar Posts