Os 250 anos da Festa do Divino

A tradiconal “Benção da Mesa”, feita com farinha, sobreviveu aos tempos e permanece ainda hoje na Folia do Divino em Saquarema (foto: Dulce Tupy)

A Folia do Divino já existia antes de 1769, mas a data ficou marcada devido à construção do coreto denominado Império do Divino (que é mais antigo do que a própria Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazareth, datada de 1837), doada pelo fazendeiro o Sr. Tomás Cotrim de Carvalho, para abrilhantar a festa. Tanto o fazendeiro Tomás como o também fazendeiro Coronel José Pereira dos Santos (Barão de Saquarema), anos mais tarde, fizeram doações de indumentárias e objetos litúrgicos a serem utilizados na Folia do Divino, alguns que sobrevivem até hoje, como a grande coroa de prata.

A Folia do Divino faz parte da cultura e da religiosidade do povo saquaremense, tendo mantido a tradição da Benção da Mesa, uma espécie de banquete coletivo, quando se oferece frutas, pão e vinho aos devotos; este culto religioso hoje é único no Estado do Rio de Janeiro. Logo após a Semana Santa, a Folia do Divino percorre as ruas e estradas do município recolhendo doações e prendas nos bairros e até em municípios vizinhos, quando fazem a benção dos alimentos nas casas onde são convidados, com a bandeira vermelha e instrumentos típicos, para abençoar as famílias.

Este ano, as atividades da Folia do Divino se iniciaram no dia 22 de abril, com o “Giro da Folia”, nos bairros. No dia 26 de maio, haverá a Procissão do Mastro que circula pelo centro da cidade e tem a sua culminância na colocação do maestro e bandeira na frente da Igreja Matriz. Uma novena se inicia no dia 31 de maio, na Capela São João Batista. E, no dia 9 de junho é a grande festa que se inicia com a Alvorada, repiques de sinos, queima de fogos e desfile da Banda de Música.

Em seguida, haverá uma carreata do Boqueirão até o centro com o Esplendor do Divino Espírito Santo e em seguida a Procissão do Divino saindo da rua atrás do Fórum até a Igreja Matriz onde se realizará a Missa Solene. No final, a Procissão do Divino desce até o Império, na Praça Oscar de Macedo Soares, onde se realizará a secular Benção da Mesa, seguida de um almoço comunitário. Depois do almoço, haverá apresentação da Folia de Reis de Cabo Frio, da quadrilha Asa Branca de Sampaio Corrêa e do grupo de dança Primeiro Passo, além de show. Mais tarde, haverá leilão de prendas e o encerramento, quando será entregue a bandeira do Divino aos festeiros do ano que vem.

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.