Aterro em área de proteção permanente em Jaconé

As margens das lagoas são áreas de proteção e não podem ser aterradas (Foto: Duvulgação/UPAm)

A Polícia Ambiental flagrou um aterramento nas margens da Lagoa de Saquarema, área de proteção permanente (APP) na Rua F, em Jaconé, após denúncia feita pelo Linha Verde. Segundo a Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) da Serra da Tiririca, em Maricá, que também atende Saquarema, foi identificado um mangue dentro da ÁPP, com aproximadamente 70 metros, quadrados já aterrado.

O local não tinha placa de identificação e nenhum responsável foi encontrado no local que é área proibida para construção. Os policiais registraram o crime ambiental na 124ª Delegacia. O Linha Verde atende denúncias da população de crimes ambientais no Estado do Rio, sem ser necessária a identificação, pelos telefones 03002531177 e (21) 2253-1177 ou pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”, disponível para celulares. O caso foi registrado pelo portal G1 Região dos Lagos, da Inter TV, da Rede Globo.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.