Beachrocks em Chamas

Documentário do MP-RJ sobre preservação do meio ambiente em Jaconé

Cartaz do documetário

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro acaba de lançar o documentário Beachrocks em Chamas, com depoimentos de ambientalistas, moradores e pesquisadores dizendo “não” ao Porto de Jaconé. O empreendimento da DTA Engenharia é defendido pela prefeitura de Maricá e pela Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro, visando gerar empregos e impostos, mas é combatido veementemente pelas ONGs Apalma, Baía Viva e outras, a favor da preservação dos beachrocks – ou arenitos de praia – que são formações rochosas que despontam na areia e testemunham as variações do nível do mar no passado.

Descobertos pelo naturalista inglês Charles Darwin, em sua passagem pelo Brasil no século 19, os beachrocks vem sendo defendidos também, nos últimos anos, pela professora Kátia Mansur, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que coordenou a equipe do projeto Caminhos de Darwin e, mais recentemente, o Geoparque Costões e Lagunas. Com produção do Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente, o Gaema, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, coordenado pelo promotor de Justiça Marcus Leal e dirigido pelo técnico judiciário Raphael Kindlovits, o filme foi lançado no dia 8 de junho, na sede do MP-RJ, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho).

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.