ETE Ponte dos Leites ganha Prêmio Firjan de Ação Ambiental

Carlos Gontijo, superintendente da Águas de Juturnaíba, no centro da foto, recebeu o prêmio na solenidade da Firjan, no Rio (Fotos: Divulgação)

Carlos Gontijo, superintendente da Águas de Juturnaíba, no centro da foto, recebeu o prêmio na solenidade da Firjan, no Rio (Fotos: Divulgação)

O Sistema Firjan desenvolveu o Prêmio de Ação Ambiental 2016 a partir do tema “Produção e consumo sustentáveis, economia circular e logística reversa”. O reconhecimento ao trabalho das empresas que se destacaram em ações sustentáveis premiou as categorias: Gestão de Águas e Efluentes; Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos; Gestão e Eficiência Energética; Gestão de Resíduos Sólidos; e Relação com Públicos de Interesse. A empresa Águas de Juturnaíba apresentou o trabalho sobre logística reversa realizada na ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Ponte dos Leites, em Araruama, que desenvolve o sistema Wetland de tratamento sem a utilização de produtos químicos, substituídos por plantas aquáticas: papiro, papirinho e sombrinha chinesa, que se encarregam pelo tratamento de 200 litros de esgoto por segundo.

O artesanato produzido pela cooperativa é adquirido pela própria empresa

O artesanato produzido pela cooperativa é adquirido pela própria empresa

As plantas aquáticas da “wetland” também são utilizadas para compostagem

As plantas aquáticas da “wetland” também são utilizadas para compostagem

Parte dos resíduos das plantas são reaproveitadas, após as frequentes podas, destinadas ao Projeto ECOFIBRAS, que através de cooperativas recicla esse material produzindo artigos artesanais para serem vendidos pelas próprias cooperativas. É o caso da Nós da Trama, que atua em parceria com escolas de rede municipal de ensino de Araruama, reciclando os resíduos. O restante do material descartado é enviado para compostagem na própria ETE, produzindo adubo de qualidade e com a garantia de eliminação de qualquer contaminante proveniente dos resíduos.

Este trabalho foi premiado pelo Prêmio Firjan de Ação Ambiental 2016, na categoria Gestão de Resíduos Sólidos. Na cerimônia de premiação, representando toda equipe da Águas de Juturnaíba, o superintendente Carlos Gontijo recebeu o prêmio. O primeiro veículo de comunicação a divulgar o trabalho desenvolvido na Wetland, em Araruama, foi o jornal Voz das Águas, editado pela jornalista Dulce Tupy, diretora da Tupy Comunicações, que por mais de 2 anos deu visibilidade as ações desenvolvidas no âmbito do Comitê de Bacia Lagos São João.

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.