O primeiro aniversário do HELagos

Em um ano, o HELagos tornou-se referência em Saquarema e na Região dos Lagos (Fotos: Maurício Bazílio / arquivo da Secretaria de Estado de Saúde)

Em um ano, o HELagos tornou-se referência em Saquarema e na Região dos Lagos (Fotos: Maurício Bazílio / arquivo da Secretaria de Estado de Saúde)

O diretor do hospital Hospital Estadual dos Lagos, (HELagos), o médico-cirugião Carlos Eduardo Coelho, ocupou a Tribuna Livre da Câmara Municipal para comemorar o primeiro aniversário do hospital que hoje é uma referência na Região dos Lagos. Em 1 ano, o HELagos realizou 1.287 cirurgias e 1.079 partos, a maioria parto natural, mas atendendo também maternidade de alto risco. Unidade de referência para o atendimento de vítimas de traumas e cirurgias ortopédica e ginecológica, o HELagos é estratégico para os moradores da Baixada Litorânea, atendendo 15 municípios, o que mostra o quanto esse hospital é importante para toda a região.
Com 56 leitos de internação, 10 leitos de UTI Adulto, 10 leitos de UTI Neonatal, 5 de Unidade Semi-Intensiva Adulto, 3 leitos de estabilização, 4 salas de cirurgia, 2 salas de pré-parto/parto/puerpério (PPP) e 4 consultórios, o HELagos também oferece exames no Centro de Imagem: tomografia computadorizada, ultrassonografia, mamografia, ecocardiograma e Raio-X. Recente pesquisa de satisfação realizada com pacientes e seus familiares, indica que 93,5% consideram o atendimento ótimo, chegando a 100% quando somados os dados da avaliação de bom atendimento. Em seu primeiro ano, o HELagos cumpriu o objetivo de oferecer atendimento de excelência aos usuários do sistema estadual de saúde na região, especialmente Saquarema.
“Pacientes que precisam de cuidado rápido, altamente especializado, pessoas que demandam atendimento de alta complexidade, especialmente de alto risco materno e fetal, precisam de uma unidade com esta qualidade”, explicou o Dr. Cadu, como é mais conhecido o diretor do hospital. O HELagos recebe pacientes encaminhados pela Central Estadual de Regulação (CER) e pela Regulação Estadual da Baixada Litorânea (CREGBL).
Com um estilo de atendimento inovador, o hospital se destaca pela prática do atendimento humanizado. Neste sentido, um dos grandes desafios foi mudar a cultura local e regional de que o parto cesáreo é a melhor opção para as futuras mamães. Grande parte das pacientes apresentava resistência ao parto normal e desconhecia as práticas de humanização na assistência. Com isso, a equipe multidisciplinar desenvolveu um trabalho focado em esclarecimento e vem conquistando resultados importantes: o número de partos normais vem crescendo mensalmente.
O hospital dispõe ainda de recursos como salas PPP – local para onde a gestante é encaminhada quando está prestes a dar à luz e tem acesso a métodos que vão ajudá-la na hora do parto como bola de fisioterapia, cavalinho e massagem. Quando chega a hora, a cama se transforma em mesa de parto normal e o acompanhante pode ver de perto a chegada do bebê. Outro diferencial é a utilização da banheira de parto, que possibilita momentos de relaxamento através da imersão em água morna. Todas essas técnicas visam diminuir a dor do parto e trazer mais tranquilidade durante o nascimento do bebê. O conforto estende-se também aos recém-nascidos que precisam utilizar a UTI Neonatal, onde foram colocadas redes nas incubadoras, que simulam a posição do útero materno e melhoram significativamente seu desenvolvimento, além de acalmá-los.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.