Círio de Nazareth de Saquarema, o mais antigo do Brasil, nas ruas, nas águas e na internet

O Círio das Águas é um dos pontos altos da festa em homenagem à padroeira (Foto: Paulo Lulo)

O Círio das Águas é um dos pontos altos da festa em homenagem à padroeira (Foto: Paulo Lulo)

A coroação da imagem de Nossa Senhora de Nazareth (Foto: Dulce Tupy)

A coroação da imagem de Nossa Senhora de Nazareth (Foto: Dulce Tupy)

O Círio de Nazareth de Saquarema é o mais antigo do país. Com início datado de 1630, quando foi encontrada por pescadores a imagem da santa, jogada pela ondas, nas pedras do morro onde se construiu a igreja, é mais antigo que o Círio de Nazaré de Belém do Pará, que ganhou projeção nacional pela grandiosidade das celebrações religiosas, a maior da Amazônia, onde comparecem o prefeito da cidade, capital do estado, e até o governador. Em Saquarema, uma pequena cidade litorânea no Rio de Janeiro, a Festa de Nazareth sempre foi a maior da Região dos Lagos, atraindo milhares de romeiros de vários municípios do litoral e do interior do Estado, além de turistas de outros estados, como ocorreu este ano, de Minas Gerais e Rio Grande do Norte.
A programação do Círio de Nazareth 2014 começou no final de agosto, com a abertura oficial à meia-noite, com queima de fogos. No mesmo dia, teve o Círio das Rodas, uma caravana de carros que circulou estradas, avenidas e ruas dos 3 distritos do município, seguido do Círio dos Jovens, à tarde, na praça, com apresentação do cantor católico Marcelo Soares. À noite, houve apresentação de canto coral na igreja de Nossa Senhora de Nazareth, com corais de Saquarema e de Araruama. Além da programação religiosa, com novena, exposição do Santíssimo, terço, ladainha e benção, outras atrações atraíram o público, entre elas as barraquinhas armadas no centro da cidade e o palco onde se realizou o leilão de prendas para a paróquia.
DSC00993Mas o auge foi a programação do domingo, 7 de setembro, quando se realizou a Missa da Pátria, seguida pelo Círio das Águas, a procissão de barcos na Lagoa de Saquarema com uma réplica da imagem original da santa saindo do Boqueirão, passando pela Capela de São Judas Tadeu, no bairro Jardim, e desembocando na Barrinha, no sopé do morro da Igreja Matriz. Segundo o padre Mário, a tradição do Círio das Águas começou em 1948, quando uma estiagem secou totalmente a Lagoa de Saquarema, impedindo a pesca e a vida na cidade. Os pescadores então saíram em procissão em homenagem a Nossa Senhora de Nazareth, caminhando sobre a lagoa seca. Quando retornaram com a imagem santa à igreja, começaram ventos e trovoadas e uma chuva forte caiu sobre o município por vários dias enchendo a lagoa novamente. Por um tempo, esta tradição ficou esquecida e retornou nos últimos anos com força total, proporcionando um dos mais belos espetáculos de fé religiosa no Círio de Nazareth de Saquarema.
A organização da festa foi dirigida pelos festeiros Solange Santos e Gil Clóvis, que tiveram a colaboração de toda equipe da Comissão de Festa e da Guarda de Nossa Senhora de Nazareth, com apoio da Prefeitura Municipal, através da Guarda Municipal, Serviço Salvamar, Secretaria Municipal de Saúde, de Serviços Gerais, de Segurança e Ordem Pública entre outras, Defesa Civil, Polícias Militar e Civil, além da Câmara Municipal. Também colaborou a Colônia dos Pescadores, principalmente na organização do Círio das Águas. Todos trabalharam muito e inovaram este ano ao transmitir as missas pela internet, possibilitando aos fiéis, que não puderam estar na Igreja, acompanhar online pela TV Câmara, alcançando um público de mais de 200 mil pessoas.
IMG_2162As missas foram celebradas pelos padres Jorge, Leandro Freire, Willian Cesar, Marinho, Geraldo e a Missa Solene foi presidida pelo Arcebispo Dom José Francisco. A celebração anual reúne devotos, romeiros e uma legião de pessoas motivadas pela fé, que chegam antes das 6 h da manhã do dia 8 de setembro para a primeira missa, lotando a Igreja nas missas seguintes que acontecem de 1 em 1 hora. Dentre os momentos de grande emoção está a coroação de Nossa Senhora e do Menino Jesus, com um belo cerimonial, incluindo a participação de crianças vestidas de anjinhos, da paróquia e do coral e orquestra dos Arautos do Evangelho, de Campos, encerrando-se com uma de chuva de papel picado. À noite, a Missa dos Romeiros ganhou a participação da Sociedade Musical Santo Antônio de Bacaxá, que acompanhou a tradicional procissão noturna. Com destaque especial para a coloração azul da igreja à noite e o belo outdoor confeccionado para divulgar a festa no Morro da Igreja, o Círio de Nazareth é uma das maiores festas religiosas da Igreja Católica no Brasil e patrimônio cultural imaterial de Saquarema.

 

Os novos e antigos festeiros - Paulo Lulo

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.