Apreensão de redes ilegais de pesca na lagoa

Pescadores da Colônia decidiram queimar as redes de pesca  apreendidas na fiscalização e fizeram uma grande fogueira (Foto: Agnelo Quintela)

Pescadores da Colônia decidiram queimar as redes de pesca apreendidas na fiscalização e fizeram uma grande fogueira (Foto: Agnelo Quintela)

O Grupamento Aéreo e Marítimo (GAM), responsável por fiscalizar e reprimir crimes ambientais em todo estado do Rio de Janeiro, dentre outras funções, realizou uma ação conjunta com a fiscalização da pesca municipal, com a colaboração da Colônia de Pescadores Z-24. A operação contra a pesca predatória apreendeu 11 redes ilegais, sendo 10 redes para arrastão e 1 troia, que tem esse nome por ser um tipo de rede devastadora de 300 metros, que arrasta absolutamente tudo. O material apreendido foi encaminhado à Colônia de Pescadores que, em assembleia, decidiu pela destruição do material, que foi queimado na beira da lagoa.

Analisando a situação, o presidente da colônia, vereador Matheus Alves, aponta a necessidade de preservação das espécies que vivem na lagoa de Saquarema, como vem sendo feito na Lagoa de Araruama, que já declarou o seu período de defeso, quando os pescadores deixam de pescar e recebem uma indenização de 1 salário mínimo, durante 3 meses. É o tempo necessário para a reprodução de espécies, como está acontecendo agora com o camarão.

O presidente da Colônia, vereador Matheus e seu filho Pedro, em assembleia com os pescadores (Foto: Agnelo Quintela)

O presidente da Colônia, vereador Matheus e seu filho Pedro, em assembleia com os pescadores (Foto: Agnelo Quintela)

O defeso da Lagoa de Saquarema ainda será definido, pelos órgãos gestores da pesca, Fiperj, Ministério da Pesca e Ibama, em parceria com os pescadores locais.  Além da promulgação do período do defeso, Matheus também trabalha pela construção de um entreposto de pesca para alavancar a atividade pesqueira no município. Outro destaque para a pesca local é a nova obra do molhe da Barra Franca, que está com lançamento marcado para o dia 26 de setembro, e pretende tornar o canal navegável, trazendo inúmeros benefícios para o setor, declarou Matheus, que ressalta o trabalho da diretoria e de seu filho Pedro nas atividades da Colônia.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.