Placa e sinalização para o Geoparque

Em Bacaxá, o funcionário do DER e o secretário de Meio Ambiente, Gilmar Magalhães marcando o momento de instalação da placa do Geoparque (Agnelo Quintela)

Em Bacaxá, o funcionário do DER e o secretário de Meio Ambiente, Gilmar Magalhães marcando o momento de instalação da placa do Geoparque (Agnelo Quintela)

O Geoparque Costões e Lagunas do Rio de Janeiro acaba de receber a placa de identificação em Saquarema, instalada na Rodovia Amaral Peixoto, na altura do Posto Ypiranga, pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER). A sinalização é uma etapa do projeto, que abrange 15 municípios, em uma extensão que vai de Maricá a São João da Barra, passando por toda Região dos Lagos. A chancela da UNESCO dará ao parque reconhecimento pelos pontos de interesse geológico, histórico, ambiental, arqueológico e cultural, despertando incentivos, através do desenvolvimento sustentável, com estimulo ao geoturismo científico e cultural, como acontece no Geoparque do Araripe, na Região Nordeste.

A preservação deste patrimônio natural do país remete à visita de Charles Darwin ao nosso litoral, em 1832, quando suas anotações foram registradas e fazem parte do livro Diário de Beagle. O projeto Caminhos de Darwin redescobriu as características desses locais, principalmente para estudos e preservação. Em Saquarema, a área demarcada para o Geoparque Costões e Lagunas tem forte potencial, com vários sítios geológicos entre eles as “beachrocks” da praia de Jaconé, que são pedras com inestimável valor científico, por conter informações preciosas para a geologia.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.