Epidemia de dengue assusta a Região dos Lagos

Hospitais lotados com pacientes com os mesmos sintomas: febre alta, acompanhada de dores de cabeça, nos olhos, fadiga e intensa dor muscular e óssea. Desde janeiro esta é a realidade de várias regiões do país, inclusive a Região dos Lagos. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, as cidades que apresentaram e/ou apresentam epidemia são Armação de Búzios, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Rio das Ostras e Casimiro de Abreu. Saquarema não entrou na lista, mas deu início a um trabalho ostensivo para receber os pacientes sintomáticos.

Foi criado um Centro de Hidratação, no Hospital Nossa Senhora de Nazareth, em Bacaxá. Nele foram atendidos 1.169 pacientes com os sintomas, porém o que tranquiliza a população, é que destes, apenas 319 dos resultados já obtidos, foram diagnosticados como dengue. O Secretário de Saúde, Carlos Eduardo Andrade, orienta a população a ficar atenta aos sintomas e procurar o Centro de Hidratação, para evitar, em caso de positivo, o agravamento da doença, embora nenhum caso de óbito tenha ocorrido no município, decorrente de dengue hemorrágica.

As escolas do município, através da Secretaria Municipal de Educação, realizaram ações para conscientizar aos moradores da importância da prevenção. Algumas deslocaram os alunos até as casas da comunidade onde a escola fica situada, para entregar panfletos e fazer a vistoria nos quintais, seguindo instruções da Secretaria de Saúde, que orienta, como medida mais importante na prevenção da dengue, combater o mosquito Aedes aegypti, suas larvas e ovos. Para isso, é importante não deixar recipientes que possam acumular água ao ar livre, como latas, pneus, baldes, vasos de plantas. O uso de carros “fumacê” só é indicado nos períodos de epidemia, pois ele só mata o mosquito, não interferindo nas larvas e ovos.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.