Cidade Comunidade Homenagem Últimas Notícias

Os 90 anos de Ivan Cavalcante Proença

O professor Ivan Cavalcanti Proença e a esposa Ísis em sua casa em Saquarema onde se encontra a maior biblioteca local (Fotos: Arquivo O Saquá)

Doutor em Literatura Brasileira, professor titular em Cultura Brasileira, o professor Ivan Cavalcante Proença deu aulas na Faculdade de Letras da UFRJ nos anos 1970, na cadeira de Literatura Brasileira. A partir dos anos 1980, tornou-se professor titular na FACHA (Faculdade de Educação Hélio Alonso) no Rio de Janeiro, na cadeira de Literatura Brasileira, desenvolvendo pesquisa sobre as produções poéticas populares, entre as quais o cordel e o samba. Publicou diversos livros sobre literatura e cultura brasileira, entre eles “A Ideologia do Cordel”; “Futebol e Palavra” e “O Poeta do Eu” sobre o poeta Augusto dos Anjos.

Capitão do Exército, formado na Academia Militar de Agulhas Negras, no início dos anos de 1950. Porém, o capitão Ivan, às vésperas de ser promovido a major, foi preso e cassado pelo golpe militar de 1964, tendo permanecido na Fortaleza de Santa Cruz, com outros presos e, em seguida, isolado por 78 dias no Forte do Imbuí, ambas prisões em Niterói. Afastado do Exército naquela época, permanece cassado até hoje e sem anistia ampla e irrestrita. Sua saída do Exército se deu por ter defendido estudantes da Faculdade de Direito no Largo do Caco, no Rio, onde eles estavam sendo ameaçados por paramilitares armados. Ivan cercou os agressores e resgatou os estudantes trancados na faculdade cheia de bombas de gás lacrimogênio, com muitos passando mal, caídos na entrada ou trancados nos banheiros.

UM SENHOR PROFESSOR

Um ano depois do Golpe, em 1965, prestou vestibular para Português/Literatura na UEG, antiga Universidade do Estado da Guanabara, onde se formou professor. Sempre perseguido de perto pelos agentes da ditadura militar e civil instalada no país, Ivan começou sua Oficina Literária – que funciona até hoje – em casa e até em igrejas. Ivan deu aulas também na Faculdade de Letras da UFRJ nos anos 1970, na cadeira de Literatura Brasileira. A partir dos anos 1980, tornou-se professor titular na FACHA, vindo a exercer vários cargos públicos, na área de educação, cultura, esporte e lazer.

Professor, Mestre e Doutor em Literatura, autor de inúmeros livros, incluindo sobre o Jazz, pesquisado nos Estados Unidos, em Nova Orléans, ocupou cargos públicos no Governo do Estado do Rio de Janeiro, durante os governos Brizola.

Morando em Laranjeiras, no Rio de Janeiro e no Lago do Paraíso, em Bacaxá, em Saquarema, Ivan é um dos intelectuais que vive intensamente as cidades onde vive. O Rio, é a sua morada oficial, enquanto em Saquarema passa férias, fins-de-semana e longas temporadas de estudo e pesquisa, além de escrever livros. Conselheiro e ex-presidente do Conselho Deliberativo da ABI (Associação Brasileira de Imprensa), ocupa a cadeira 21 da Academia Carioca de Letras, cujo patrono é o poeta e jornalista Gonçalves Crespo, mestiço, filho de pai branco e mãe negra, morto aos 37 anos em Lisboa, em Portugal.

Aos 90 anos, Ivan Cavalcanti Proença é um intelectual legítimo, que ao lado de sua esposa, a querida ísis, também professora, encara o tempo, supera problemas de saúde e continua emocionando uma extensa gama de alunos, leitores e amigos.

O jovem capitão Proença em desfile militar na Av. Presidente Vargas, à frente do Batalhão Dragões da Independência

Similar Posts