Cidade Comunidade Saúde & Ciência Últimas Notícias

Saquarema vacina idosos

A vacinação em Saquarema anda a passos lentos, como em todo o Estado do Rio de Janeiro e todo o país (Foto: Dulce Tupy)

Depois de vacinar preferencialmente toda a categoria de trabalhadores da área da Saúde, a Prefeitura de Saquarema divulgou o calendário de vacinação contra o Coronavírus para idosos. A medida só foi possível após o envio de novas doses pelo Ministério da Saúde ao município. De acordo com a Secretaria de Saúde, nas próximas semanas serão vacinados duas faixas de idade a cada dia. Dessa forma, o calendário será agilizado e um número maior de idosos será imunizado.

“Recebemos novas doses do Ministério da Saúde. Essas vacinas permitiram a mudança do calendário, agilizando o processo de vacinação no município”, afirmou o Secretário Municipal de Saúde, Dr. João Alberto Oliveira. As doses são enviadas a cada município de acordo com a projeção populacional feita pelo Ministério da Saúde, além da prioridade de cada grupo que está sendo imunizado de acordo com o PNI (Plano Nacional de Imunizações). A Secretaria Municipal de Saúde montou 2 postos de vacinação. O primeiro, na Praça do Bem Estar, no Centro. O segundo, no Colégio Padre Manuel, no Porto da Roça. Os locais funcionam de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas. Os idosos que possuem dificuldades de locomoção poderão solicitar agendamento da vacina, obedecendo a data para cada idade. Veja o calendário pelo celular: WhatsApp (22) 99756-2442.

CONSÓRCIO DE MUNICÍPIOS

A Prefeitura de Saquarema manifestou interesse em participar do consórcio público de municípios para a aquisição de vacinas contra o Coronavírus. Liderada pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o consórcio será formalmente instalado até o dia 22 de março. O consórcio dará suporte aos municípios caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), do governo federal, não consiga suprir a demanda nacional.

A ideia de constituir um consórcio público para aquisição de vacinas, medicamentos, insumos e equipamentos está fundamentada na Lei nº. 11.107/2005. De acordo com o PNI, a obrigação de adquirir imunizantes para a população é do governo federal. No entanto, diante da situação de extrema urgência em vacinar a população para a retomada segura das atividades e da economia, o consórcio público, amparado na segurança jurídica oferecida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), torna-se uma possibilidade de acelerar esse processo.

“Temos percebido a dificuldade do Governo Federal em comprar e distribuir as vacinas aos municípios. Com isso, a campanha de vacinação está muito devagar. Com o consórcio, poderemos comprar vacinas diretamente das farmacêuticas, agilizando todo o processo de vacinação da população”, afirmou a Prefeita Manoela Peres. Em dezembro de 2020, o município já havia solicitado ao Butantan a compra de 200 mil doses para vacinar toda a população de Saquarema. Contudo, com a decisão do Ministério da Saúde em concentrar toda a distribuição de doses por meio do PNI, o pedido de compra foi devolvido ao município.

“Agora, com a decisão do Supremo Tribunal Federal, temos a possibilidade legal de comprar as vacinas, caso o Governo Federal não cumpra com o PNI”, completou o Secretário Municipal de Saúde, Dr. João Alberto. Nos próximos dias, a FNP divulgará os próximos passos para que os municípios tomem as medidas necessárias para continuação e efetivação do consórcio público municipal.

Similar Posts