Mandetta, o ministro da epidemia do coronavírus

O ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta tem se destacado nas entrevistas e na mídia

O seu nome ficou conhecido a partir das inúmeras entrevistas coletivas de imprensa, realizadas diariamente e transmitidas pela mídia nacional, em todo o Brasil. Com fina estampa, voz treinada em fazer pronunciamentos, o ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta, tem uma carreira vitoriosa, a partir do Mato Grosso do Sul, onde nasceu na capital Campo Grande, em 1964.

Filho de uma família ilustre local, formou-se médico ortopedista, como o pai, com especialização em ortopedia infantil, conquistada em Atlanta, nos Estados Unidos. Nos anos 90, tornou-se médico militar, como 1º tenente no Hospital Central do Exército (HCE) e de 1993 a 95 foi médico da Santa Casa de Campo Grande e presidente da Unimed, aos 37 anos. Herdeiro de uma tradição política local, tem como primos o ex-senador Nelsinho Trad, o deputado federal Fábio Trad, o prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad e o ex-presidente da Câmara de Campo Grande, Paulo Siufi Neto. Em 2004, quando seu primo Nelsinho Trad foi eleito prefeito de Campo Grande, assumiu a Secretaria Municipal de Saúde, durante um violento surto de dengue que enfrentou com sucesso, tornando-se conhecido nacionalmente em sua área.

Porém, neste mandato como secretário, ele, o prefeito e outros membros do governo municipal, foram acusados de fraude em licitação, tráfico de influência e caixa dois na implementação de um sistema de prontuário eletrônico; o que Mandetta nega veementemente! Em 2010, foi eleito deputado federal pelo DEM, sendo reeleito em 2014. Conservador e oposição ao governo Dilma Rousseff, condenou o Programa Mais Médicos e a legalização do aborto, mas defendeu o uso da maconha.

Em 2018 não se candidatou à reeleição; tornou-se ministro da Saúde, sendo o terceiro ministro do DEM, junto com a conterrânea Tereza Cristina, da Agronomia, e o gaúcho Onyx Lorenzoni, da Cidadania. Em sua gestão Mandetta tem buscado a readmissão de médicos cubanos no programa Médicos pelo Brasil, a versão bolsonarista do Mais Médicos, e vem ganhando expressiva notoriedade no combate à pandemia de COVID-19.

Defensor do isolamento social para combater a pandemia do coronavírus – ao contrário do presidente que quer acabar com essa medida que vem sendo adotada e aprovada no mundo inteiro – Mandetta estaria, segundo a mídia, prestes a ser demitido! Mas esta hipótese foi negada pelo ministro da Casa Civil, general Braga Netto, que acaba de assumir o comando do Estado Maior do Planalto.

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.