Adiada a Primeira Pré-Conferência Livre sobre o Meio Ambiente em Niterói

A Conferência Livre sobre o Meio Ambiente e Agricultura do Rio de Janeiro (CLEMAARJ) é uma iniciativa da sociedade civil para debater e analisar o atual momento das condições ambientais no Estado do Rio de Janeiro. É uma alternativa, tendo em vista que nos últimos anos a tradicional Conferência Estadual de Meio Ambiente, convocada pelo poder público, não se realiza desde 2014.

O Meio Ambiente vem sofrendo uma série de ameaças e ataques em todo o Brasil e também no Rio de Janeiro, que vivenciou recentemente uma grave crise com a água distribuída pela Cedae. É preciso também debater a falta do saneamento básico na maioria das cidades e a situação crítica da agricultura no campo, entre outros temas relevantes como energia e sustentabilidade.

EM BUSCA DE SOLUÇÕES

Antes do surto do coronavirus acontecer, a CLEMAARJ iria realizar 7 Pré-Conferências Temáticas, começando por Niterói, dia 14 de março, no Teatro Popular Oscar Niemeyer. Mas o evento foi suspenso pelos organizadores: Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ), Fórum Estadual dos Engenheiros Agrônomos (FEEA), Comissão de Meio Ambiente do Conselho Regional de Engenharia e Agricultura (CMA/CREA), Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTUR/UFRRJ), Associação dos Servidores do Rio de Janeiro (APSERJ), Associação Profissional dos Sociólogos (APSERJ), Associação Profissional dos Geógrafos (APROGEO), Sindicato dos Servidores da Previdência (SINDSPREV), Associação Brasileira de Biologia (ABIO), Federação dos Trabalhadores da Agricultura, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Instituto Baía Viva, Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento (ONDAS), ECOCIDADE/Apedema, Defensores do Planeta e Rede Águas Sustentabilidade, com apoio de cerca de 100 organizações da sociedade civil.

Na área ambiental, o Rio de Janeiro acumula problemas crônicos, como a poluição da Baía de Guanabara, os montes de resíduos industriais às margens do Rio Paraíba em Volta Redonda, as invasões de terrenos nas áreas de segurança ambiental, tanto no Rio, na Muzemba, como na APA da Massambaba, em Arraial do Cabo, entre outras situações críticas que ameaçam a qualidade de vida da população fluminense. Com o adiamento, a Pré-Conferência fica suspensa, apesar das centenas de inscritos. Agora, é aguardar os desdobramentos da epidemia de coronavírus que atinge o planeta, o país e o Rio de Janeiro.

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.