Os resíduos em debate

O NEA-BC valorizou cada estande, na exposição, entre eles o dos alimentos reaproveitados, um dos que mais chamaram atenção, com bolo de casca de banana e suco de casca de abacaxi, entre outras delícias apresentadas (Fotos: Dulce Tupy)

O NEA-BC (Núcleo de Estudos Ambientais da Bacia de Campos) promoveu uma noite de reflexão sobre a questão do lixo. Com o título “O lixo que a gente produz: caminhos e soluções” o evento foi montado em estandes na Praça do Canhão, com as etapas do caminho que o lixo percorre, desde uma simples compra de um produto no supermercado, até a transformação dele em alimento, por exemplo, e o descarte final, tudo com foco na reciclagem.

O estande “Nem tudo é lixo” coordenado pela professora Sueli com apoio da Vilma

Os temas foram: Matéria-Prima: de que são feitos os objetos do nosso dia a dia; Mercado: veja o tempo de decomposição dos materiais; Casa: confira a diferença entre resíduos e lixo (rejeito) e como separá-los corretamente; Orgânico: veja possíveis reaproveitamentos desses resíduos; Para onde vai: conheça as ações de reciclagem existentes no município e a diferença entre lixo e aterro sanitário.

O estande da reciclagem mostrou que os resíduos sólidos podem e devem ser devidamente reciclados

O NEA-BC tem como objetivos incentivar e fortalecer a organização comunitária, promovendo a participação popular na definição de políticas públicas, disseminando conhecimentos de Educação Ambiental, de forma crítica e transformadora, visando a formação de cidadãos para o pleno exercício da cidadania, com ênfase no controle social. Estabelecido em 13 municípios litorâneos da Bacia de Campos, de Saquarema a São Francisco de Itabapoana, é uma associação em rede, com projetos locais, vinculado à Unidade de Operações de Exploração e Produção do Rio de Janeiro da Petrobras, como uma medida de mitigação preconizada pelo IBAMA.

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.