Festival Chiquinha Gonzaga

Durante 14 anos, o Festival de Seresta Chiquinha Gonzaga se realizou na UNIGRANRIO, em Duque de Caxias/R, vinculado à Academia da Seresta, uma vertente do Projeto Integrar, sob a coordenação da professora Maria Vitoria Leal. Em 2009, passou a se realizar em Ipiabas, Barra do Piraí. Até então era realizado no Palácio de Cristal, em Petrópolis.

No repertório, antigos sucessos de compositores consagrados nos ritmos: valsa, canção ou modinha. O título homenageando Chiquinha Gonzaga, ícone da libertação feminina, serve de estímulo para a inscrição de mulheres de diferentes faixas etárias, incluindo as que nunca subiram ao palco. Segundo Luiz Carlos Prestes Filho, especialista em Economia da Cultura, o Festival tem gerado renda e emprego fomentando o Turismo nas cidades fluminenses onde se realizam a grande final.

Com a extinção do projeto na UNIGRANRIO, o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CEDIM) solicitou a guarda do projeto para garantir a sua continuidade, com objetivo de preservar a tradição. O XV Festival de Seresta Chiquinha Gonzaga abre espaço para novas cantoras demonstrarem seu talento, demostrando a tradição das serestas, levando entretenimento para o público crescente da terceira idade, tendo em vista a carência de atividades culturais voltadas para essa faixa etária e, simultaneamente, despertando o interesse de novas gerações.

O festival é um concurso entre as 36 cantoras inscritas, que passam por uma semifinal, com duas eliminatórias, e uma final. As eliminatórias serão nos dias 16 e 17 de outubro, de 13h às 18h, na sede do CEDIM (Rua Camerino, 51, Centro, Rio de Janeiro/RJ). No dia 17, enquanto os jurados apuram as notas, haverá o Lançamento do Calendário da Campanha do Câncer de Mama, produzido pela ONG “Mulheres de Peito e Cor”. A cantora Teresa Cristina, filha do grande compositor Paulinho da Viola, aceitou ser a Embaixadora do Calendário e estará presente para ser homenageada junto com as 10 finalistas do Festival.

A final será no dia 10 de novembro, das 16 às 19h na Concha Acústica do Museu Imperial, em Petrópolis/RJ, com as 10 finalistas. O júri, formado por músicos e personalidades, entregarão medalhas para as finalistas e troféus para as 1ª, 2ª e 3ª colocadas. Participaram desta roda de conversa: Maria Vitória Leal, Célia Domingues, Helena Piragibe, Jacqueline Faria, Caroline Pereira, Maria Carolina Garcia e Sarah Calheiros.

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.