Mais legado do campeonato do surfe: 60 lixeiras recicladas da lona plastificada utilizada nas tendas

A primeira lixeira foi colocada na sede da ASS (foto: Divulgação/WSL)

A World Surf League (WSL), através do seu escritório regional na América Latina, promoveu a doação de 60 lixeiras para a Prefeitura Municipal de Saquarema, produzidas com a reciclagem das lonas utilizadas nas estruturas do Oi Rio Pro, na Praia de Itaúna. A etapa brasileira do WSL Championship Tour adotou o conceito de “zero plástico descartável”, sem emissão de carbono e respeito à natureza.

A cerimônia de entrega para a Prefeitura se realizou com a presença de Xandi Fontes, da WSL Latin America, na sede da Associação de Surf de Saquarema (ASS), em frente as ondas da Barrinha, palco das finais do campeonato nos últimos anos. Na ocasião, também foi feita uma ação de limpeza da Praia de Itaúna, em parceria com a Prefeitura de Saquarema e o Ministério Público Federal, através do Projeto Praia Limpa.

CAMPEONATO SUSTENTÁVEL

A ação de sustentabilidade promovida pela WSL foi para deixar a praia por onde passaram os melhores surfistas do mundo mais limpa do que antes do campeonato. Também foi entregue à Prefeitura de Saquarema, representada por Zequinha Martins, secretário municipal de governo, e ao representante do Ministério Público Federal (MPF), Dr. Leandro Mitidieri, um relatório ambiental com todas as ações realizadas no evento, como a neutralização de carbono, o gerenciamento de resíduos sólidos, além de palestras de sustentabilidade e ecologia ambiental para os alunos de escolas públicas, que participaram de atividades como remoção de micro-plástico na areia e plantio de árvores nativas.

A WSL tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo. A Liga Mundial de Surf tem sede em Santa Mônica, na Califórnia (EUA) mas atua em todo o planeta, com escritórios na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão. Desde 1976, a WSL já realizou 230 eventos globais, masculinos e femininos, para coroar os campeões de todas as divisões do surfe nos Circuitos Mundiais. Os principais campeonatos são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis da WSL, para uma enorme legião de fãs.

Segundo o Dr. Mitidieri, o MPF vai acompanhar a instalação das 60 lixeiras que serão coloridas pelas crianças nas escolas. Saquarema recebeu este ano uma etapa do mundial de surfe jamais vista, com recordes de público e uma organização que superou as anteriores. Foi um campeonato livre de plástico, cujo legado concreto são as lixeiras produzidas por uma fábrica no Rio Grande do Sul.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.