“Quem não se movimenta não sente o peso das correntes que o prendem”. (Rosa Luxemburgo)

O pensamento de Rosa Luxemburgo adquire forma concreta no dia 29 de setembro de 2018 em várias partes do Brasil, da América Latina e do Mundo! E isso se deve às mulheres, através de um movimento que ultrapassou fronteiras! Haverá atos nesse dia por todo canto! E a cada hora surge chamada para mais um!
Saquarema se movimentou e sentiu o peso das correntes que a prendem! E promoveu dois atos públicos, o primeiro na Praça Santo Antônio, dia 26 de setembro, em Bacaxá, e outra no Rio, pois havia mulheres que queriam também participar do ato público na capital. A luta contra o fascismo uniu mulheres em toda sua diversidade, superando os obstáculos.

Nunca se viu nada igual! Unidas, elas dão voz a bocas que foram caladas de forma opressora, através dos tempos, e lutam contra todas as formas de preconceitos e discriminações. Como explicar tal fenômeno que surpreendeu a todos?

Registro trecho da convocação para o ato da Região da Baixada Litorânea, em Cabo Frio: “Em nome da luta e da resistência, deixamos de lado nossas diferenças ideológicas, trajetórias pessoais e públicas variadas e projetos partidários distintos com o compromisso de manutenção da Democracia, liberdade de expressão e respeito às diversidades no Brasil. Acima de tudo, acreditamos em um país livre de intolerância, preconceito e discriminação, aonde prevaleça a paz, a ética e o amor”.

As mulheres começaram a se movimentar usando as redes sociais e criaram um grupo de facebook que, rapidamente, foi crescendo de forma vertiginosa, atingindo cerca de quatro milhões de participantes. Esse grupo sofreu ataques cibernéticos de forças contrárias e vem travando uma luta para sua continuidade. Os atos do dia 29 de setembro de 2018 entrarão para a nossa história como prova da capacidade de organização e luta das mulheres, contra o fascismo e o estado de exceção. Ditadura nunca mais!

Milhares de mulheres no Rio de Janeiro participaram do ato EleNão! na Cinelândia, em frente à Câmara de Vereadores e o Theatro Municipal (Foto: Divulgação/Movimento de Mulheres do Rio de Janeiro)

 

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.