Sociedade civil luta pelo PECS

O Parque Estadual da Costa do Sol (PECS) Anita Mureb, que abrange 6 municípios, entre eles Saquarema, recentemente sofreu ameaça de perder áreas na APA (Área de Preservação Ambiental) da Massambaba, através de um projeto de emenda em tramitação na ALERJ, que acabou sendo recusado. A área correspondente à antiga Reserva Estadual Ecológica de Jacarepiá, se manteve preservada, após grande mobilização social, mas em Cabo Frio, o Morro do Mico, permanece em situação de risco. Essa proposta de retirada de áreas do PECS foi apresentada como emendas aditivas ao Projeto de Lei 1546/2016, na ALERJ (Asembleia Legislativa) que visa retirar do parque uma área já ocupada em Monte Alto, em Arraial do Cabo.

Em Saquarema, a primeira reunião da sociedade civil foi na Faetec, em Bacaxá, realizada em março de 2018, quando foram planejadas várias ações sociais, entre elas uma petição escrita pela não retirada de nenhuma parte do PECS; outra petição on line, com fotos; promoção de eventos ecológicos; posicionamento do CBHLSJ (Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João); moção no ECOB-RJ (Encontro dos Comitês de Bacia do Rio de Janeiro) que vai se realizar em maio, em Maricá; regularização do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Saquarema (COMMADS) e convocação do conselho anterior; articulação com a Câmara de Vereadores de Saquarema; criação de redes de comunicação que informem a população e a hastag: #pecsnenhumaareaamenos.

Neste sentido, realizou-se uma caminhada com surfistas, ambientalistas, empresários, técnicos, universitários e moradores locais, incluindo a observação de aves na trilha da Lagoa Vermelha, com o condutor ambiental Thales Pinheiro e o biólogo Igor Camacho, revelando um paraíso ecológico cercado de vegetação de restinga, que abriga o pássaro ameaçado de extinção Com-com, também conhecido como Formigueiro-do-Litoral. Na Lagoa Vermelha, que integra o projeto do Geoparque, por abrigar os famosos e raros “estromatólitos”, houve uma roda de conversa com geólogos da UFF (Universidade Federal Fluminense) e UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), com os professores Cainho e Kátia Mansur. Os estromatólitos só existem em 4 lugares no mundo e em Saquarema podemos visualizá-los a olho nu! Após um mergulho refrescante nas águas cristalinas e hipersalinas da Lagoa Vermelha, um café da manhã foi oferecido pela Pousada Recanto do Quati, onde se realizou uma palestra sobre o Geoparque Costões e Lagunas. A articulação com a Câmara de Vereadores de Saquarema já rendeu o apoio dos vereadores Rodrigo Borges e Elisia Rangel. Segundo a empresária e ambientalista Shantala Torres, as áreas protegidas do Parque Estadual da Costa do Sol são instrumentos fundamentais para o desenvolvimento de um turismo de qualidade na região: “O turismo sustentável contribui com a economia, a qualidade de vida e a conservação do meio ambiente”.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.