Educação Ambiental na Lagoa de Juturnaíba

O voluntários recolheram cerca de 800 kg de lixo da represa de Juturnaíba que abastece 8 municípios na Região dos Lagos (Foto: Victor Amaral)

O maior manancial de água doce da Região dos Lagos, a Lagoa de Juturnaíba ganhou nas comemorações do Dia Mundial da Água um mutirão de limpeza, promovido pelas concessionárias Águas de Juturnaíba e Prolagos. Com o apoio da Prefeitura de Araruama e a Associação de Pescadores, a 10ª edição do SOS Lagoa de Juturnaíba, aconteceu entre a barragem e a Estação de Tratamento de Água (ETA) de Águas de Juturnaíba, à margem da lagoa, e contou com a presença de autoridades da região, colaboradores da concessionária e cerca de 200 voluntários, que recolheram 800kg de lixo.

A represa tem 43 km² de extensão e abastece 8 municípios. O acúmulo de lixo – na maioria garrafas pet, embalagens de defensivos agrícolas e pedaços de isopor – prejudica o meio-ambiente e compromete a qualidade da água. Dentre os materiais encontrados, cadeiras, latas de tinta e até um pneu de caminhão chamaram a atenção dos participantes. Segundo o superintendente de Águas de Juturnaíba, Carlos Gontijo, o projeto tem como objetivo conscientizar a população sobre a necessidade de preservação da represa.

“Este manancial é a segurança da região para o abastecimento de água e sua preservação é a nossa garantia de podermos amparar as gerações futuras com tal recurso. Por isso, é de suma importância fazer esta limpeza e reflorestar as margens, como temos feito, para que possamos conservar essa fonte imprescindível para a região”, disse Gontijo, destacando que a quantidade de lixo recolhido vem diminuindo desde a primeira edição do projeto de educação ambiental.

“Isso pode parecer que o projeto não tem tanto sucesso; entretanto, é o contrário. A quantidade reduzida de lixo encontrado na lagoa significa que mais pessoas estão conscientes sobre a importância da preservação do manancial e que o projeto está causando um ótimo impacto na população”, avaliou o superintendente. A líder de QSSMAS (Qualidade, Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Sustentabilidade) de Águas de Juturnaíba, Nathália Bragança, considera o evento como de muita importância para a empresa.

“Promover a manutenção do manancial é manter a qualidade da água que extraímos e evitar a escassez futura. O evento é de grande interesse das populações que vivem na região, que sobrevivem da pesca e do turismo ecológico no local”, concluiu Nathália.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.