Vai começar a Etapa 3 do Pré-Sal

Serão utilizados navios-plataforma do tipo FPSO que são unidades flutuantes de produção, armazenamento e transferência de petróleo (Foto: Agência Petrobras)

Uma audiência pública realizada em fevereiro no Teatro Popular, no Caminho Niemeyer, em Niterói, selou o destino do Projeto Etapa 3 do Pré-Sal da Bacia de Santos, que tem por objetivo aumentar a produção de petróleo e gás natural no país. Terceiro projeto de produção no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, o licenciamento ambiental foi coordenado pelo Ibama, envolvendo atividades de instalação e operação de plataformas e gasodutos. São 23 empreendimentos contemplados no projeto, sendo 11 projetos de curta duração e 12 projetos de longa duração.

Em todos os empreendimentos do Projeto Etapa 3, serão utilizados navios-plataforma do tipo FPSO que são unidades flutuantes de produção, armazenamento e transferência de petróleo. A previsão é que tais empreendimentos permitam um crescimento médio superiora 500 mil barris por dia na produção de petróleo e 16 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, o que significa um aumento de cerca de 20% e 15%, respectivamente, na produção nacional.

Para o desenvolvimento das atividades do Projeto Etapa 3, serão utilizados pontos de apoio localizados na região costeira, portos, aeroportos, centros administrativos, unidades de tratamento de gás e gasodutos. As bases de apoio irão oferecer a logística para o fornecimento, transporte e armazenamento temporário de insumos e resíduos, bem como facilitar o embarque e desembarca dos trabalhadores dos FPSOs. As bases de apoio marítimas são as áreas portuárias do Rio e de Niterói. As bases de apoio aéreas são: Aeroporto de Jacarepaguá, de Cabo Frio, ambos no Rio de Janeiro, e Aeroporto de Itanhaém, para uso esporádico, em São Paulo.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.