Adeus, Caó

Ex- presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro, advogado e ex-deputado constituinte Carlos Alberto de Oliveira (Caó), foi autor da lei que definiu a prática de racismo como crime inafiançável e imprescritível, sujeito a pena de reclusão, mais conhecida como “Lei Caó”. Caó foi um grande articulador de esquerda, no antigo PCB, de Luis Carlos Prestes, e posteriormente no PDT, de Leonel Brizola. Líder carismático, foi vice-presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes) e secretário de Trabalho e Habitação do Estado do Rio de Janeiro.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.