Os 14 dias que abalaram a minha vida e a do meu marido Edimilson Soares

Editorial - Dulce Tupy

Foram 14 dias no Hospital Nossa Senhora de Nazareth, em Bacaxá. Dias de medo e dor. Meu marido, o repórter fotográfico Edimilson Soares, diretor do jornal O Saquá e que também é servidor municipal, estava apreensivo, porque desde dezembro ele vem sofrendo com diabetes e consequências desta doença silenciosa que se instala no organismo e dilacera a saúde. Desde o início do ano, Edimilson travou uma luta intensa para provar na Prefeitura a sua impossibilidade de trabalhar. Mas finalmente, depois da internação, Edimilson foi à Perícia Médica no início de junho, onde foi constatado o seu precário estado de saúde e concedida licença médica por 120 dias.

No hospital, envolta em agonia, dormindo numa pequena cadeira de praia, às vezes sem ter acesso ao meu marido, como quando ficou por um dia na Unidade Intensiva (UI), pude passar por várias etapas, experiências e sensações que me levaram a uma reflexão sobre a condição humana e também sobre as manifestações de solidariedade que recebemos pessoalmente, por telefone, e-mails, através do facebook e de outras formas, como a doação de um saco de ração para meus cachorros que sentiram muito a nossa ausência… Edimilson, como todo nordestino, é um forte. “O nordestino é antes de tudo um forte”, disse o jornalista e escritor Euclides da Cunha, no início do século 20, quando publicou o seu clássico Os Sertões, sobre a Guerra dos Canudos, na Bahia. Edimilson é a prova desta força imanente do ser humano que sobrevive a todas as injúrias, sofrimentos e violações.

Agradeço aos que nos visitaram, principalmente familiares, e ao Dr. Cleber, Dr. José Maria, Dr. Hugo, Dr. Rodrigo, Dra. Renata, Pastor Oseas, Gilza Cruz, Beatriz Dutra, Edna Calheiros, João da Asa Branca, Dr. Maurício Himelfarb, De Sordi, vereador Bebeto do Rio Seco, Bia, Neinha, Rose, Beto e tantos outros que nos deram apoio. Agradeço também a competente equipe médica e administrativa do hospital, enfermeiros, cozinheiras e pessoal de apoio. E ao procurador geral do município, Chico Peres, ao secretário municipal de saúde, Dr. João Alberto, à secretária da Mulher, Cici, e ao Dr. Arruda que contribuíram para o restabelecimento do Edimilson.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Dulce Tupy é editora do jornal O Saquá e da Tupy Comunicações.