Revezamento da Tocha Olímpica foi uma festa

Beatriz Mesquita abriu o revezamento em Bacaxá rumo a Saquarema (Foto: Agnelo Quintela)

Beatriz Mesquita abriu o revezamento em Bacaxá rumo a Saquarema (Foto: Agnelo Quintela)

A passagem da Tocha Olímpica por Saquarema tornou-se uma grande festa na manhã do dia 2 de agosto. Durante o percurso iniciado em Bacaxá, passando por toda Av. Saquarema até chegar à Praça do Coração, no Centro da Vila, o público vibrou com os condutores. A primeira participação no revezamento foi da atleta Beatriz Mesquita, campeã mundial de Jiu-Jitsu, que estava radiante por vivenciar este momento em sua cidade. Na sequência, vieram Mauro Batista, atleta e treinador de Canoagem Polinésia com títulos internacionais, Gabriela Velho, esportista e bailarina, e Leandro Garcia, praticante de atletismo.

Os Parceiros da Rio 2016, indicados pelo Comitê Olímpico foram: Luis Limon, Daniela Santos, Carlos Castro e Pablo Salazar, pela atuação na equipe de trabalho. E ainda, pessoas que lutam por seus ideais, como a inspetora de polícia especializada na Lei Maria da Penha, Leiliane Yamauchi, Frederico Souza Cruz, considerado um exemplo de vida profissional e pessoal; Carlos Alexandre Cardoso, o biólogo que luta pela instalação do Museu de Conhecimentos Gerais no município; Mathias Monica, professor de História, Sociologia e Filosofia da rede estadual de ensino; o ex-militar e educador, Leonardo Senra; Renato Emilio, atleta em 4 Jogos Olímpicos, diretor técnico da Federação de Tiro com Arco do Rio de Janeiro e o professor Mauro Santos, da Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola, e a aluna Maria Eduarda Dutra.

Houve ainda a participação dos atletas do surfe saquaremense, Kayane Reis, bicampeã estadual, bicampeã brasileira e 5° lugar no Mundial Sub-16; e Raoni Monteiro, surfista profissional e maior referência esportiva de Saquarema. Mas desfilaram com a tocha também em Saquarema a atleta de snowboard, Isabel Ribeiro, que esteve em 3 Olimpíadas de Inverno, o melhor resultado do Brasil, 9° lugar, em 2006 e representantes do Festival das Escolas, Maria Teixeira e Luiz de Castro, além da atleta Norma de Oliveira, a Norminha, que nasceu na Argentina mas veio jovem para o Brasil e é considerada uma das 5 melhores jogadoras de Basquete do século XX.

O jovem paratleta de Saquarema Rodrigo Amparo, que perdeu uma perna, mas manteve a garra, tornou-se campeão de futebol de amputados da Seleção Brasileira e integra o grupo jovem da paróquia Nossa Senhora de Nazareth. O funcionário do Comitê Olímpico, José Barbosa, representou as pessoas que estão trabalhando no maior evento do mundo. A representante dos colaboradores Rio 2016 foi Glaucia Luz. Francisco Benitez como participação internacional. O aluno Lucas Gomes, praticante de natação e outros esportes. Theo e Arnaud Charpentier, franceses integrados à cultura brasileira.

Um dos mais antigos funcionários da prefeitura de Saquarema, José Eduardo da Silva, atleta amador de futebol, também empunhou a tocha, assim como Eduardo Alvim, treinador de natação, inclusive do atleta Caio Amorim que estará nas Paralimpíadas 2016. Finalizando, a nadadora Ingryd Pinheiro, que representa Saquarema no Desporto Nacional como atleta de alto rendimento, chegou com a tocha ao palanque das autoridades para o encerramento, na Praça do Coração. A tocha traduz o espírito olímpico de paz, união e amizade. Foi acesa na Grécia e no Brasil percorreu mais de 300 municípios até seu destino final, na espetacular cerimônia de abertura no Maracanã, realizada em 5 de agosto, que deu início aos Jogos Olímpicos Rio 2016, permanecendo em exposição em frente à igreja da Candelária no Rio.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.