Bolsa beneficiou atletas na Olimpíada

O ouro da Seleção Masculina de Vôlei também é fruto do trabalho desenvolvido pelo técnico Bernardinho no Centro de Treinamento da CBV, em Barra Nova, Saquarema (Foto: CBV/Facebook)

O ouro da Seleção Masculina de Vôlei também é fruto do trabalho desenvolvido pelo técnico Bernardinho no Centro de Treinamento da CBV, em Barra Nova, Saquarema (Foto: CBV/Facebook)

Não há vitória sem investimentos públicos ou particulares nos atletas e esportistas, em todos os países do mundo. E assim foi com o Brasil, que destinou bolsas fornecidas pelas Forças Armadas ou pelos governos federal e estaduais. A Bolsa Pódio – e outros programas sociais como o Segundo Tempo, do governo federal – beneficiou Rafaela Silva, moradora da Cidade de Deus, no Rio, que conquistou o ouro no judô, como também o baiano Isaquias Queiroz, ouro e 2 vezes prata na canoagem, sendo o primeiro atleta brasileiro a conquistar 3 medalhas em uma única Olimpíada. Também Thiago Braz, ouro e recorde mundial no salto de vara, foi beneficiado pelo programa.

Nesta Olimpíada em que foram exaltadas qualidades artísticas do evento, na abertura e no encerramento no Maracanã, é preciso ressaltar o legado para a Olimpíada de Tóquio, no Japão, quando 5 novas modalidades esportivas irão participar, entre elas o surfe, que tem tudo a ver com Saquarema, considerada ainda hoje Capital do Surfe. Também é preciso valorizar o papel do município, que é a Casa do Vôlei, desde que aqui se instalou o Centro de Desenvolvimento do Voleibol, um centro de excelência reconhecido mundialmente. O ouro da Seleção Masculina de Vôlei, sob a coordenação do técnico Bernardinho, é a prova do nosso esforço conjunto em proporcionar aos jogadores um ambiente sadio e necessário para alcançar a vitória na Olimpíada.

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.