Plantando boas sementes

O secretário municipal Jorge Soares lidera uma equipe bem-entrosada, que busca otimizar os resultados das atividades desenvolvidas pela secretaria de Agricultura, Abastecimento e Pesca (Fotos: Edimilson Soares)

O secretário municipal Jorge Soares lidera uma equipe bem-entrosada, que busca otimizar os resultados das atividades desenvolvidas pela secretaria de Agricultura, Abastecimento e Pesca (Fotos: Edimilson Soares)

O secretário municipal de Agricultura, Pesca e abastecimento, Jorge Soares, assumiu a secretaria no dia 1° de julho de 2015 e desde então vem dando continuidade ao trabalho desenvolvido pelo seu antecessor, Wellington Mattos. Mas os desafios são muitos para o jovem secretário, que procura focar na valorização de sua equipe, porque acredita que para administrar é preciso ter pessoas de confiança, que o acompanham e buscam a excelência, aproveitando o que há de melhor em cada um. Com objetivos definidos, o atual secretário fez um apanhado de como vem conduzindo a pasta no município.

O secretário Jorginho

O secretário Jorginho

“Quando entrei na secretaria de Agricultura, meu ideal era atender os produtores rurais do município de Saquarema. Eu chamei o então diretor José Machado e ele me levou para conhecer de perto toda a área rural, me apresentando a cada um dos produtores rurais, de cada comunidade. Eu vi a dificuldade de cada um e, a partir daí, procurei fazer meu trabalho em cima dos pedidos deles”, diz o secretário Jorge, em seu gabinete na sede do Horto Municipal, em Sampaio Corrêa.

“O município de Saquarema tem vocação natural para produção de banana. As áreas rurais que incluem Mato Grosso, Rio Seco, Rio Mole e Tinguí estão voltadas fortemente para essa cultura. Mas, mesmo a banana sendo a maior produção rural do município, há também uma significativa produção de mandioca”, explicou o secretário, ressaltando também o potencial das áreas de Bonsucesso e Palmital. Além desses dois principais produtos, banana e mandioca, há uma grande produção de coco, que já foi muito maior, mas com um cultivo significativo na região. Por outro lado, o manejo da terra, realizado por pequenos proprietários rurais, gera uma grande variedade na produção, destacando o quiabo, maracujá, pepino, milho e abóbora., “É uma terra excelente para produção”, alegra-se Jorge Soares, também chamado, até pelos funcionários, com o carinhoso nome de Jorginho.

Para ampliar e fortalecer a produção rural são distribuídas mudas criadas em um viveiro construído pela Emater, dentro do Programa Rio Rural, que promove a melhoria da qualidade de vida no campo, conciliando o aumento da renda do produtor com a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais. Além do viveiro, foi construído com recursos próprios da secretaria e pela boa vontade dos funcionários, uma segunda estufa para poder estocar maior quantidade de mudas, evitando a falta em algumas épocas do ano. Dentre os maiores problemas enfrentados, Jorge relata que neste último ano a seca está atrapalhando bastante a produção de banana. “Há muitos anos não acontecia isso; os produtores chegaram ao ponto de ter que comprar banana do Espírito Santo para poder manter a venda para seus clientes”, assinala Jorginho.

Uma outra grande ação da secretaria é o atendimento veterinário, cujo consultório foi ampliado e todo reformado, onde o atendimento aos animais e a castração canina, felina e de equinos estão novamente sendo realizados. Jorge Soares declara ainda que a secretaria mantém o Dia do Burro, um projeto que já existia e é de fundamental importância, quando a equipe da secretaria vai nas comunidades para visitar e tratar os moares, burros e mulas, que recebem vacinação antirrábica, veneno de carrapato, vermífugo, vitamina, casqueamento, tosqueamento e atendimento veterinário, um trabalho essencial porque os animais são a ferramenta de trabalho dos produtores.

Sobre a pecuária em Saquarema não há dados expressivos; são pouquíssimos criadores. Há a fábrica de queijos na Mombaça, bem familiar, entre outros produtores artesanais. Já a pesca conta com a forte atuação da Colônia de Pescadores e do vereador Matheus, além do suporte da secretaria. E destacou: “a pesca em Saquarema é boa e está revigorada; Muitas pessoas estão vivendo da pesca; a nossa luta principal é o término da obra da Barra Franca. A Lagoa de Saquarema está sobrevivendo, os peixes estão procriando e a pesca está estável”, confirma ele.

Pelo município estar cada vez mais envolvido com eventos ligados a cavalos, como os rodeios, a grande novidade na área rural veio com a Lei do Dia do Cavaleiro, do vereador Bruno Pinheiro. No dia 22 de abril, um grande evento, a 1ª Festa do Dia do Cavaleiro de Saquarema, aconteceu na Madressilva. Para comemorar a data, agora oficial, foi feita uma grande festa com premiação, excelente estrutura e apoio da prefeitura, no Rancho do Amiltinho, filho do falecido Amilton Mendonça, conhecidíssimo na área rural.

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.