Ocupação da Faetec de Bacaxá

Os alunos ocuparam a unidade e reivindicam a qualidade na educação (Foto: Divulgação)

Os alunos ocuparam a unidade e reivindicam a qualidade na educação (Foto: Divulgação)

Cerca de 120 alunos da Faetec Helber Vignoli Muniz aderiram ao movimento de ocupação de escolas e também ocuparam a unidade de Bacaxá. A mobilização estudantil reivindica melhorias e manutenção da escola, além de ser um manifesto em apoio aos professores que estão em greve e pelos funcionários que não receberam seus salários. A ocupação começou no dia 5 de abril e segundo o representante do Grêmio Estudantil, Rafael Oliveira, os alunos vão permanecer na escola até suas reivindicações serem atendidas. A página no Facebook, Ocupa Bacaxá, mostra que os estudantes estão organizados e realizam assembleias, participam de aulões com os professores e atividades de limpeza e manutenção da escola. A professora de História, Bellkiss Lemos, que leciona na instituição, definiu esta mobilização dos alunos como extremamente impor­tante pela vontade que eles têm de parti­cipar, concluindo com uma definição que ouvira sobre esse movimento: “é a primavera estudantil”.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.