Estado do Rio é referência em preservação da Mata Atlântica

A Mata Atlântica é a floresta mais ameaçada do Brasil, com apenas 12,5% da área original preservada. A mais recente edição do Atlas dos Municípios coloca o Estado do Rio de Janeiro como referência em preservação da Mata Atlântica, graças à redução do desmatamento. Lançado pela Fundação SOS Mata Atlântica, o atlas traz um estudo realizado nos últimos 14 anos, de 2000 a 2014, com o ranking dos municípios. É uma obra fundamental para acompanhar a situação da Mata Atlântica em todo país.

SOS Mata Atlântica
No Rio de Janeiro, o município com maior área de preservação foi Angra dos Reis, com 80,1% de vegetação natural, que ficou em 1° lugar entre os municípios mais conservados do Estado. Já o município de Resende aparece com o maior índice de vegetação suprimida, ficando em 1° lugar no Ranking do Desmatamento do Estado, seguido por Rio Claro em 2° lugar e Araruama em 3°.
Saquarema aparece no Ranking do Desmatamento em 1744˚ lugar, entre as 3429 cidades brasileiras no bioma Mata Atlântica. O gráfico sobre Saquarema – que pode ser visualizado no site aquitemmata.org.br – apresenta uma queda no desmatamento nos últimos anos. Porém, dos 356,12 Km² do município, apenas 49,55 Km² são de área verde, sendo 4.653 hectares de Mata Atlântica, o que representa 13,06 % do total do município. Um dos instrumentos para preservação do bioma é o Plano Municipal da Mata Atlântica, que normatiza o uso sustentável das áreas que precisam ser conservadas.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.