Saquarema com mais de 80 mil habitantes

Opinião - Silênio Vignoli

De julho de 2014 a julho de 2015, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população cresceu em 78 cidades do Estado do Rio de Janeiro e diminuiu em outras 14. A maior queda ocorreu em Porciúncula (-1,3%), Noroeste do Estado, que agora tem 18.059 habitantes. O município com maior crescimento de população é da mesma região: Varre-Sai (+4,4%), chegando a 10.402 habitantes. Centro da Região dos Lagos, Cabo Frio cresceu para 208.451 habitantes e Araruama chegou a 122.865, mais do que São Pedro da Aldeia, com 96.920 habitantes, e Saquarema, com 82.359. Municípios como Saquarema, com este acelerado ritmo de crescimento populacional, transmitem nítidos sinais do desafio que aguarda a posse de seus futuros governantes em relação à demanda por saúde, educação, transporte, segurança, infra-estrutura (saneamento, água, mobilidade urbana) emprego e renda, um conjunto de itens que os especialistas resumem na expressão: Índice de Vulnerabilidade Social (IVS).

 

Crescimento
populacional
é desafio aos
governantes

Ao lado de Japeri (99.863), Itaperuna (99.021), Barra do Piraí (96.865), Seropédica (82.892) e São Pedro da Aldeia, Saquarema integra o grupo dos prováveis 6 municípios a entrarem no rol dos 100 mil habitantes nas próximas avaliações do IBGE. O patamar de 100 mil determina significativas alterações na estrutura dos municípios, destacando-se, por exemplo, o aumento no efetivo de parlamentares na Câmara de Vereadores, assim como no repasse financeiro do Executivo para o Legislativo. Por outro lado, quando atinge a faixa dos 100 mil habitantes, o município é beneficiado por acréscimos nos valores das verbas repassadas pelo Estado e pela União, principalmente no que diz respeito às áreas de educação e saúde.
Dos 92 municípios fluminenses, 26 já têm mais de 100 mil habitantes. Niterói, Campos, Belford Roxo e São João de Meriti já estão perto do meio milhão. Na outra ponta, 6 cidades têm menos de 10 mil habitantes: Macuco, São José de Ubá, Laje do Muriaé, Comensador Levy Gasparian, Rio das Flores e São Sebastião do Alto. Na Região Serrana, Petrópolis já se aproxima dos 300 mil habitantes: 298.142. Nova Friburgo aparece com 184.786 habitantes, pouco mais que Teresópolis, com 174.060. No Sul Fluminense, Volta Redonda lidera com 262.970 habitantes, seguida por Angra dos Reis (188.276), Barra Mansa (179.915) e Resende (125.214). O Estado do Rio tem 3 dos 10 municípios mais populosos do país: São Gonçalo (1,03 milhão), Duque de Caxias (882 mil) e Nova Iguaçu (807 mil).

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Silênio Vignoli é editor adjunto do jornal O Saquá.