Dia da mulher negra é comemorado no Rio da Areia

O Gethomn promoveu palestra com a professora Neusa das Dores Pereira, da Ong Coisa de Mulher, que participa das comemorações do Dia da Mulher Negra desde 1992 (Foto: Dulce Tupy)

O Gethomn promoveu palestra com a professora Neusa das Dores Pereira, da Ong Coisa de Mulher, que participa das comemorações do Dia da Mulher Negra desde 1992 (Foto: Dulce Tupy)

O Gethomn, Grupo de Estudos e Trabalhos para Conscientização e Valorização do Homem e da Mulher Negra, um grupo que luta pela integração de gêneros, raças e etnias, com sede no Rio da Areia, promoveu o Dia da Mulher Negra, Latino-americana e Caribenha, com uma palestra da professora Neusa das Dores Pereira, que participou em 1992 do “I Encuentro de Mujeres Negras, Latinoamericanas y del Caribe”, que comemorava naquela época os 500 anos da chegada de Cristóvão Colombo na América. Criado em Santos Domingos, na República Dominicana, o dia 25 de julho tornou-se uma data histórica internacional, na luta e resistência das mulheres negras, latinoamericanas e caribenhas. No Brasil, a data ganhou o nome de Dia de Tereza de Benguela, em homenagem à líder do Quilombo de Quariterê, viúva do líder negro Piolho, que existiu no século 18, no Mato Grosso, também chamada de “rainha negra”.
O encontro do Dia 25 de julho foi preparatório ainda da Conferência Municipal da Mulher que vai se realizar no dia 26 de agosto em Saquarema. Neste sentido, o grupo sistematizou várias propostas para levar à conferência, entre elas a implementação da lei 10.639/03 que insere a temática étnico-racial no currículo escolar, nas escolas públicas e particulares, para valorizar a cultura e história das populações tradicionais, afro-descendentes e indígenas no Brasil. Outra proposta foi a mudança no critério de seleção das crianças para as vagas nas creches municipais, que às vezes exigem carteira assinada, num município onde poucas mães têm essa garantia de emprego, ficando a maioria na informalidade. No encontro, houve também uma apresentação do grupo de dança afro infanto-juvenil do Gethomn, que dias depois se apresentou na 9ª Conferência de Assistência Social, realizada no CIEP de Bacaxá. (ver foto acima)

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.