Saquarema, um celeiro de craques

Futebol Compacto - Gilson Gomes

O futebol saquaremense sempre revelou grandes craques. Vários atletas brilharam no futebol de Saquarema:

Gica, volante (Fotos: Paulo Lulo)

Gica, volante (Fotos: Paulo Lulo)

Jair Soares (Gica) – Médio volante clássico, jamais usou da violência; dedicou sua carreira na maior parte ao Saquarema, onde substituiu Dodoca sem deixar saudade, depois passando pelo Progresso, onde também brilhou e encerrou sua carreira.
Marionito Cruz (Nito) – Grande centro avante que tinha cheiro de gol; toda bola que vinha de um bate-rebate ou da trave parece que o procurava e dos pés dele ia para as redes adversárias; marcava em média 60

gols por temporada e honrou a camisa auriverde do Saquarema.
Delmir – Um dos melhores zagueiros do município, defendeu o Santa Luiza e a seleção municipal, sempre firme na marcação, com uma impulsão de dar inveja. Era praticamente imbatível nas bolas aéreas. No município jamais defendeu outra equipe, com muito amor ao tricolor de Sampaio Corrêa.

Jorge Luiz dos Santos – Um coringa. Iniciou a carreira no Santa Luiza. Começou jogando de lateral esquerdo, mostrando sua versatilidade, atuando também na lateral esquerda, zagueiro e cabeça de área. Foi titular da seleção de Saquarema, por vários anos. Defendeu também o Sampaio, Boqueirão, Bacaxá, América, Baziléia, deixando saudade por onde passou.

Nito, centro avante

Nito, centro avante

Wilson Bravo – Campeão pelo Bacaxá, grande cabeça de área e lateral esquerdo. Jogador técnico, tranquilo e um líder dentro de campo. Defendeu também as cores do América, Porto da Roça, Boqueirão e União, clube este que fundou e presidiu com muito brilho, conquistando vários títulos.
Aldir – Um exemplo de atleta, disciplinado, técnico e inteligente. Defendeu grandes clubes do município como Bacaxá, América e o rival Barreira, levantando títulos por onde andou, muito amigo dos companheiros.
Vitor de Oliveira – Apesar de ter vivido a maior parte da infância no Rio de Janeiro, também deixou saudade. Jogador viril, de ótima marcação, formou com João Marino uma dupla de dar inveja. Fundou o Itaúna, do qual foi presidente, colocando o clube como um dos grandes do futebol local. Depois, retornou ao Saquarema do qual também foi presidente elevando o nome do clube na parte esportiva e na social.
Izaias Amorim (Seu Zainho) – Um dos maiores dirigentes do futebol saquaremense, sempre defendeu as cores do América, onde levantou vários títulos de campeão. Foi

Jorge Luiz: um coringa

Jorge Luiz: um coringa

presidente, diretor de esportes, tesoureiro, entre outras funções. Montou grandes times colocando o alvo-rubro de Bonsucesso, onde tem seu estádio, entre os grandes clubes da Região dos Lagos.

Compartilhe!

Sobre o autor

Gilson Gomes é presidente da LISCA – Liga Saquaremense de Clubes Avulsos.