Museu de Conhecimentos Gerais

A Semana Nacional de Museus será realizada pela primeira vez em Saquarema

A exposição itinerante atrai e encanta com seu acervo diversificado. Foto: Divulgação Secretaria de Cultura Araruama

A exposição itinerante atrai e encanta com seu acervo diversificado. Foto: Divulgação Secretaria de Cultura Araruama

Saquarema praticamente não tem museu, a não ser o pequeno museu arqueológico a céu aberto na Praça do Sambaqui da Beirada, em Barra Nova, e o Museu do Vôlei, quase sempre fechado à comunidade, no Centro de Treinamento da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei), na Avenida Ministro Salgado Filho, em frente à praia, também em Barra Nova. Mas não há um museu histórico numa cidade que fica sem memória, carente de informação, porque um museu é uma instituição científica que preserva registros importantes para pesquisas, tornando-se local de referência da evolução de uma localidade e seu povo.

Diante disso, surgiu a iniciativa do biólogo Carlos Alexandre Cardoso, com pós-graduação na Fiocruz, de tornar o conhecimento algo interessante e acessível a todos, em Saquarema, onde mora há alguns anos. Assim, Carlos Alexandre criou o Museu Aimberé de Conhecimentos Gerais, baseado em tudo que ele já conhecia de suas passagens pelo Museu Nacional, no Rio e de Astronomia, em Paracambi, entre outros. O projeto começou com a apresentação em escolas da exposição “Em busca da Biodiversidade”, montada por ele com espécies da fauna.

Depois, passou também a colecionar objetos históricos, iniciando então o “Museu de Conhecimentos Gerais”. Com esse trabalho, participou da Semana Nacional de Ciências e Tecnologia, em Paracambi; do evento “Insetos da Cultura Brasileira”, no Museu da República, no Rio; realizou exposição e palestra na Associação de Moradores de Jaconé; produziu o 1º Simpósio de História de Saquarema, na Faetec-Bacaxá; além da Exposição Darwin Now, do Conselho Britânico, na Biblioteca Pública de Niterói e na Casa da Cultura de Araruama, entre outras iniciativas, como o I Simpósio de Doenças Parasitárias, em abril, no Teatro Mário Lago, em Saquarema.

Instituto Sociocultural Aimberê, homenagem ao guerreiro tamoio

O museu ainda não tem sede, mas existe a proposta de doação. A equipe do museu inclui artistas, jornalistas, pesquisadores, ambientalistas e moradores, para formação da OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) Instituto Sociocultural Aimberê, com o nome fantasia de Museu de Conhecimentos Gerais. A futura sede contará com biblioteca, auditório, salão para exposições permanente e temporárias, alojamentos e laboratório para pesquisadores que pesquisam o município, incentivando o retorno das pesquisas científicas para Saquarema.

De 18 a 22 de maio, durante a Semana Nacional de Museus, Carlos Alexandre estará coordenando um evento no Teatro Mário Lago, com exposições, apresentações teatrais, palestras e debates, com entrada franca.  Além de vários grupos de teatro, pela manhã, à tarde haverá palestras e debates com a jornalista Dulce Tupy, a artista plástica Telma Cavalcanti, o historiador popular Herivelto Bravo Pinheiro, o pesquisador de Paracambi Rogério Silva e o carnavalesco Sérgio Braz, de Jaconé.

Be Sociable, Share!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.