Dunga inicia preparação para Copa América e Eliminatórias

A invicta Seleção brasileira da Era Dunga acaba de ser convocada para a disputa de dois amistosos nos próximos dias 26 e 29 de março, em Paris, contra a França e, logo em seguida, em Londres, contra o Chile. Pouco antes da estreia na Copa América, contra o Peru, no dia 14 de junho, a Seleção brasileira fará mais dois amistosos, nos dias 7 e 10 de junho, respectivamente, contra México e Honduras, ambos no Brasil. A Copa América garante ao campeão vaga para a disputa da Copa das Confederações sempre realizada um ano antes no país sede da Copa do Mundo. A próxima será em 2017, na Rússia. Em seguida, a Seleção brasileira será reconvocada para os preparativos visando as Eliminatórias Sul-americanas, que começarão a ser disputadas em setembro, definindo os representantes do continente na Copa do Mundo, em 2018.

A convocação para essas empreitadas, Copa América e Eliminatórias, não trouxe novidades, só um número maior de jogadores que atuam no Brasil, com pequenas surpresas como Marcelo Grohe e Souza, em vez de Jadson que atravessa melhor fase. E a insistência no pouco confiável Robinho. Dos nomes que aparecem há pouco tempo e têm evoluído, foram convocados Danilo e Philippe Coutinho. Titular da equipe e autor dos gols na vitória por 2X0 sobre a Argentina, Tardelli conversa com Dunga antes de aceitar a proposta para jogar na China. É que na época das Eliminatórias não vai ser fácil conciliar atividades na longínqua China com as exigências de treinamento na Seleção. Ao contrário do que se esperava, Everton Ribeiro não foi convocado. Destaque por dois anos no Brasileiro, Dunga não deverá esquecê-lo facilmente. Nem ele, nem Ricardo Goulart ou Lucas Silva. Eles permitem uma reserva de qualidade. O treinador da Seleção voltou a convocar o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Marcelo Vignoli escreve sobre esporte para o jornal O Saquá.