DOIS AMORES

Cultura é Notícia - Beatriz Dutra

Tenho dois amores, contínuos e complementares, que têm me acompanhado ao longo da vida e muito colaborado para a minha felicidade: Rio e Saquarema.
Nasci no coração da “Cidade Maravilhosa”, cerca de uns cento e cinquenta metros dos “Arcos da Lapa”, no Hospital da Ordem do Carmo. Carioca da “gema”, meu amor pelo Rio nasceu tão logo abri meus olhos à Beleza. No Rio cresci, tenho sobrevivido e realizado sonhos. E como a todo carioca (e brasileiros e estrangeiros que o conhecem), o Rio seduz, encanta e fascina. O Rio é descontração, alegria e beleza, mas se houver tristeza e amargura, “sei que posso depositar a minha dor aos pés do Corcovado”…, escreveu lindamente a valorosa escritora carioca, Nélida Piñon. Neste mês o Rio está aniversariando: 450 anos de fundado. Para homenageá-lo neste aniversário tão significativo, impossível não lembrar dos versos de outra carioca famosa: Cecília Meireles: “Entre o Pão de Açúcar / e o Cara de Cão, / com duzentos homens, / nosso Capitão / fundava a cidade / de São Sebastião.”
Mas há um segundo amor do qual não abro mão: a encantadora e irresistível Saquarema. Amor aliás, já oficializado, pelo título recebido de “Cidadã Saquaremense”. Há mais de vinte anos aqui finquei raízes,construí casa e tenho passado com familiares e amigos períodos de muita felicidade. Em meio a flores, andorinhas, beija-flores, aragem do mar, rumor cadenciado das ondas, incríveis crepúsculos e a maravilhosa cintilação das estrelas, é fácil, muito fácil ser feliz aqui. Saquarema, eterno fascínio.
E para homenagear a esta amada cidade, com muita alegria, aceitei e agradeço o amável convite de Dulce Tupy (que prontamente teve o apoio da Profª Sandra Santanna), para realizar um CICLO DE PALESTRAS na “Casa de Cultura”, neste mês de março, às 18 horas: 25/03 – “Cecília Meireles entre flor e nuvem”; 26/03 – “Eternamente Quintana”; e em 27/03 – “Cintilações de Clarice Lispector” e o lançamento do meu novo livro de poesias “Suavidade”, com a participação especial do maestro Ararypê Silva.
Agradeço o apoio dos jornais “O Saquá” e “Sem Fronteiras” e convido a todos vocês, queridos leitores, para lá nos encontrarmos ao cair da tarde, às 18 horas.
Afetuosamente,
Beatriz Dutra
Ps. Em reconhecimento pelo excelente trabalho realizado em Saquarema, justa e merecidamente, Dulce Tupy e Edimilson Soares receberam, em Cerimônia Solene e Jantar de Gala, em 26 de fevereiro passado, no Palacete Julieta Serpa, no Rio, as “altas insígnias” da Academie Française des Arts, Lettres et Culture presidida por Diva Pavesi. Parabéns ao querido e valoroso casal!

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Beatriz Dutra é poeta, “Cidadã Saquaremense” e membro da Academia de Letras Rio – Cidade Maravilhosa.