Parto normal é um ato natural

A banheira promove relaxamento na gestante antes do parto (SES Divulgação)

A banheira promove relaxamento na gestante antes do parto (SES Divulgação)

A gravidez é um momento muito importante na vida da mulher e a chegada do bebê ao mundo deve ser um acontecimento cercado de atenção e cuidados especiais para que tudo ocorra naturalmente. Infelizmente essa não é a realidade no Brasil, um país que enfrenta inúmeras dificuldades no setor de saúde e se depara com o triste recorde mundial de campeão em cesarianas, cirurgia que salva vidas, mas é recomendada apenas em situações de complicações e emergência. Os índices de cesarianas são: 40% no SUS e 84% na rede privada. Para reverter essa situação e se aproximar do índice apresentado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), em torno de 15%, o Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) anunciaram medidas para incentivar o parto normal.
Em Saquarema, o novo Hospital Estadual da Região dos Lagos (HE Lagos), além da especialidade em trauma-ortopedia, desde setembro de 2014 ficou responsável pelos partos no município, que antes aconteciam no Hospital Nossa Senhora de Nazareth, agora utilizado apenas para emergência aberta. O HE Lagos utiliza métodos que colaboram com a gestante na preparação para o parto humanizado, como a bola de fisioterapia, rede, cavalinho,banheira para relaxamento e cama que se transforma em mesa de parto normal, tudo com a presença do acompanhante. O novo hospital conta também com maternidade de alto risco e ginecologia cirúrgica e o atendimento é através de encaminhamento da unidade de saúde onde a gestante fez o pré-natal para Central Estadual de Regulação.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.