Fiscalização do INEA na Mombaça

Sem licença ambiental, extração mineral é crime (Divulgação)

Sem licença ambiental, extração mineral é crime (Divulgação)

Após denúncia anônima, no final de julho, agentes de fiscalização da Superintendência Regional Lagos-São João, do INEA, e policiais ambientais da Unidade da Polícia Ambiental (UPAM), da Serra da Tiririca flagraram infrações ambientais em uma propriedade na Estrada da Mombaça, na altura do restaurante Toca do Peixe, na margem da Lagoa de Saquarema, onde ocorria extração mineral irregular de argila e areola, desmatamento e aterro de corpo hídrico, numa área estimada de 3.000 m². Os responsáveis pelas infrações ambientais, o proprietário do terreno, o motorista do caminhão basculante e o motorista da retroescavadeira, foram autuados em flagrantes, com suspensão total da atividade e multa simples com base na Lei Estadual nº 3.467/2000, pois não possuíam autorização para a atividade. Depois foram conduzidos pelos policiais da UPAM para a 124ª Delegacia de Polícia, no centro de Saquarema, onde foram enquadrados nas infrações ambientais correspondentes da Lei Federal nº 9.605/1998. A Superintendente do INEA, Márcia Simões Mattos, agradeceu a participação dos policiais e a colaboração do Coronel José Maurício Padrone, da Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.