Guti Fraga, o ator e diretor de Teatro, é o atual presidente da FUNARTE

Talentoso, Guti Fraga é o criador do grupo Nós do Morro, projeto do Vidigal, no Rio, e da Casa do Nós, em Saquarema (Foto: Edimilson Soares)

Talentoso, Guti Fraga é o criador do grupo Nós do Morro, projeto do Vidigal, no Rio, e da Casa do Nós, em Saquarema (Foto: Edimilson Soares)

“O homem sem sonhos é como um pássaro de asas quebradas”. Com essa frase o jornal O Saquá foi recebido pelo presidente da Fundação Nacional de Artes (FUNARTE), Guti Fraga, para um bate-papo descontraído na nova sede da Casa do Nós, que antes funcionava em Bacaxá e agora fica numa rua de terra batida entre os bairros de Ipitangas e Vilatur. A Casa do Nós é um espaço dedicado à arte, principalmente teatro e cinema, inventado pelo premiadíssimo ator e diretor Guti Fraga, criador do grupo Nós do Morro, no Vidigal, uma comunidade da Zona Sul no Rio de Janeiro, que já revelou atores “globais”, destaques na telinha da TV e em filmes renomados como Cidade de Deus.

O aluguel da Casa do Nós, em Bacaxá, e demais despesas inviabilizaram a permanência no local, onde estrearam vários espetáculos de teatro, tanto num pequeno palco num dos cômodos da própria casa, como numa lona de circo, doada pelo “trapalhão” Didi, o Renato Aragão, e que funcionava no jardim ao lado. A Casa do Nós está fazendo 9 anos, uma comprovação da resistência destes artistas que compõem o grupo e acreditam que a vida levada com a arte é muito mais interessante de ser vivida.
Em Vilatur, tudo começou com o “Cortejo Cultural”, quando a trupe saía com instrumentos de som e parava na frente das casas com uma escada de alumínio que vira um palco, onde o grupo apresenta vários números. Atualmente em construção, a Casa do Nós reúne cerca de 10 pessoas num intenso processo de criação permanente. Depois de construída, a Casa do Nós será aberta à comunidade que vai ter acesso às oficinas. Depois de inaugurada, a Casa do Nós terá cinema e teatro. O grupo pretende estrear um espetáculo de Machado de Assis. Já o espaço do cinema vai se chamar Cineclube Renato Aragão.

 

Guti interpretanto Shakespeare  (foto: Edimilson Soares)

Guti interpretanto Shakespeare (foto: Edimilson Soares)

Prevista para ocorrer no segundo semestre de 2014, a nova Casa do Nós terá como um de seus objetivos criar uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, para que as escolas possam conhecer o espaço e o trabalho que vem sendo feito em Vilatur. Guti encerra: “Sonho que um dia Saquarema tenha uma Secretaria Municipal de Cultura que apoie o trabalho popular”. Orgulhoso de ter seu filho Ramon, de 18 anos, no elenco da próxima temporada de Malhação, novela juvenil da TV Globo, Guti mescla seu trabalho de palco e criação artística com o executivo da FUNARTE, frequentemente solicitado pela ministra Marta Suplicy, com mil e um afazeres burocráticos, reuniões, viagens, embora sempre vinculados à arte.
E como um mestre de cerimônia, recepcionando seu público, Guti abre os braços e diz: “Senhores, queiram se deixar levar pelo mundo da magia, da ilusão, da paixão, que faz o homem voar e entrar no mundo dos espíritos, conhecer a terra do nunca e do jamais, retornar a qualquer passado e movimentar o futuro porque a arte é a grande metamorfose da vida, mas para tanto é bom que se trate bem os artistas, pois eles são o espelho e a crônica de nossa época; e é preferível um ruim epitáfio após a morte a andares em vida difamados por eles. Sejam bem vindos!”, uma adaptação de Shakespeare, o grande dramaturgo inglês, fonte de inspiração. Guti, algumas vezes encenado em Londres, vive em Vilatur como se fosse um monge, zen, sorridente, simples, enigmático sempre.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Dulce Tupy é editora do jornal O Saquá e da Tupy Comunicações.