Mulher motociclista

A motociclista Laiz Assis, primeira mulher escudada, agora é uma verdadeira loba uivante solitária (Foto Edimilson Soares)

A motociclista Laiz Assis, primeira mulher escudada, agora é uma verdadeira loba uivante solitária (Foto Edimilson Soares)

Ela é motociclista desde 1976, quando ainda morava no Rio, mas só agora, morando em Saquarema, conseguiu realizar seu sonho de ser “escudada” no Motoclube Lobo Uivante Solitário, o primeiro a “escudar” uma mulher motociclista. “Escudar”, em linguagem motociclista, significa receber oficialmente o colete do clube e ser batizada por um padrinho. A cerimônia do batizado de Laiz Assis foi na sede do motoclube, no Porto da Roça, onde compareceram motociclistas do também local Pecadores e do Águias da Ilha do Governador, do Rio, do qual faz parte João, o irmão de Laiz, que foi seu padrinho. Na festa animada pela banda Protocolo, participaram entre outros o presidente do Lobo Uivante Solitário, Paulo e sua esposa Sandra, de Petrópolis, Pedro Israel, filho do Papa, fundador do motoclube e o casal Hernani e Patrícia. Laiz é restauradora formada pela UFRJ, com cursos no Egito, França, Portugal e Estados Unidos.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.