Edição Especial do jornal O Saquá foi um presente para Saquarema

Editorial - Dulce Tupy

O jornal O Saquá sabe que a função social da mídia inclui o resgate da memória coletiva e a preservação dos valores locais, históricos, culturais e ambientais. Assim sendo, ano passado resolvemos doar ao município uma Edição Especial sobre a história de Saquarema que obteve grande sucesso entre os leitores, envolvendo toda a cidade, especialmente professores e alunos da rede escolar, artistas, empresários e o público letrado, entre eles os políticos locais. Na ocasião, surpresos com este presente do jornal para os cidadãos saquaremenses, na data do aniversário da cidade, muitos se perguntaram se haveria uma nova edição como aquela, que serviu como base de estudos em várias escolas, incentivando a pesquisa, como também valorizando a cultura local e a memória das famílias tradicionais.
Mas a verdade é que aquela edição histórica, de maio de 2013, não foi a primeira abordagem histórica impressa nas páginas do jornal O Saquá, uma mídia (meio de comunicação) totalmente identificada com a cidade, feita por cidadãos saquaremenses, para moradores, turistas e veranistas de Saquarema, que alcança também outros horizontes através da versão online, via internet. Sempre que pode, o jornal O Saquá e toda a equipe da Tupy Comunicações se volta para a história de Saquarema, seus costumes, sua gente. Este é o compromisso maior que temos com nossos leitores, embora a circulação do jornal seja muito mais ampla que o município, circulando nas principais bancas da Região dos Lagos.
Em 2014, quisemos continuar nesta linha programática que nos leva a desvendar o âmago da vida da cidade, através de suas figuras históricas, seus fatos relevantes para a memória de todos, lembranças de um passado que justifica o presente e nos aponta os rumos do futuro. Para isso, investimos bastante em pesquisas na internet, compra de livros em livrarias e sebos, busca e reprodução de documentos históricos, fotografias, pinturas, entrevistas e gravação de depoimentos, enfim. É uma gama de ações que levam a construir um trabalho que beneficia milhares de pessoas, com o único fim de servir socialmente e culturalmente os leitores da cidade e da nossa região, porque falar de Saquarema é encostar em Araruama, Maricá, Rio Bonito, Silva Jardim, Cabo Frio e outros municípios da região, a chamada Baixada Litorânea.
A Edição Especial de maio de 2014 foi então mais uma vez surpreendente para os nossos leitores e para os patrocinadores do projeto, que se dizem satisfeitos com o resultado e orgulhosos de poderem participar desta investida tão importante para o município. Saquarema, apesar da sua condição emancipada em 1841, até hoje não tem um museu local, que preserve a história da cidade. Municípios mais recentes, como Arraial do Cabo e Iguaba Grande valorizam mais a história local do que Saquarema, constituindo pequenos museus visitados pelos estudantes, moradores e turistas. Em Saquarema está sendo construído um complexo cultural no terreno do antigo Iate Clube com uma série de atividades já definidas, mas até agora ninguém falou em constituir um museu histórico, lá ou em qualquer outro lugar. Assim, as edições especiais do jornal O Saquá permanecem sendo uma luz, iluminando a história local, resgatando a nossa própria cidadania cultural.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Dulce Tupy é editora do jornal O Saquá e da Tupy Comunicações.