Motoclube Lobos Uivantes

Um estilo de vida

O Papa com a esposa Maria Lúcia (Edimilson Soares)

O Papa com a esposa Maria Lúcia (Edimilson Soares)

O primeiro motoclube de Saquarema, surgido no ano 2000, é o Motoclube Lobos Uivantes, com sede no Porto da Roça, num conjunto de salas cedidas pelo “Papa”, seu criador, também conhecido como Gordo, um empresário bem sucedido no ramo de venda de automóveis. “Inicialmente, só tinha membros da família, mas depois começou a aceitar gente de fora”, explica o “Papa”. É o caso da Lais, restauradora profissional e motociclista, que será “escudada” no dia 24 de abril.
Ser “escudada” é ser aceita pelo grupo, usar o símbolo, o escudo do motoclube, em seu casaco de couro e participar das atividades, principalmente viagens, no estilo de vida “on the road”. Motociclistas vivem com o pé na estrada, com suas máquinas em grupo, no litoral ou na serra.
“O nosso motoclube escuda mulheres, por isso a Lais vai ser escudada por nós e terá como padrinho o Xiquinho Bacamarte, presidente do Motoclube Pecadores, que pelo estatuto não escuda mulheres. Será uma honra para mim ele ser padrinho de uma componente nossa!”, explica o Gordo, enquanto passa um cafezinho no tradicional filtro de pano, com delicioso sabor de antigamente, quando chega a esposa Maria Lucia, companheira de vida e de aventuras sobre rodas.
Criado em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, o Gordo tem uma longa história de vida, desde o tempo em que foi da Aeronáutica, no Rio, até sua chegada a Saquarema, há mais de 40 anos, passando por 15 anos no senado, como assessor do ex-presidente Sarney. Na garagem, ao lado de uma “Merdedes-Benz”, um “fusquinha” e várias motos, entre elas sua favorita “Harley Davidson” e um triciclo.
“Hoje o motociclismo é um esporte; antigamente tinha fama de mau”, diz o “Papa”. E elogia o motociclismo em Saquarema, “um dos roteiros mais bonitos” com a experiência de quem circula no Brasil e no exterior, como na Rota 66, na Califórnia, nos Estados Unidos.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.