Subcomitê da Lagoa de Saquarema debate demandas ambientais

Contraste na Lagoa de Saquarema, a beleza da garça foi ofuscada pelos dejetos de esgoto in natura boiando  livremente e se espalhando por toda parte (Foto: Paulo Lulo)

Contraste na Lagoa de Saquarema, a beleza da garça foi ofuscada pelos dejetos de esgoto in natura boiando livremente e se espalhando por toda parte (Foto: Paulo Lulo)

O Subcomitê da Lagoa de Saquarema, formado por entidades ligadas ao meio ambiente no município e com representatividade no Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João (CBHLSJ), reuniu-se em 8 de agosto para tratar das demandas que há anos estão pautadas nas questões socioambientais. Dentre os assuntos discutidos está o Canal Salgado de Jaconé, que apresenta grave assoreamento e impossibilita a renovação das águas entre as lagoas de Saquarema e Jaconé, com todas as implicações para pesca e preservação do ecossistema. Ficou acordado que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a Associações de Moradores e Amigos de Jaconé (AMA-Jaconé) farão um dossiê para ser encaminhado ao presidente do CBHLSJ, o prefeito Alexandre, de Silva Jardim.

Na sequência, o assunto foi a Barra Franca, com anúncio de recursos já disponibilizados pelo governo do Estado, em torno de R$ 40 milhões. Foram ampliados também os pontos de monitoramento das águas das lagoas. Atualmente o monitoramento é feito em apenas 5 pontos da Lagoa de Saquarema: no Jardim, na Mombaça, Na chamada Lagoa de Fora, em Bacaxá, perto da Colônia de Pesca Z-24 e na Estação de Tratamento no Verde Vale, onde há denúncia de esgoto in natura sendo despejado. Em breve, Jaconé receberá 2 pontos, dentro do programa de monitoramento do CBHLSJ.

Ainda foram pontuadas as denúncias sobre as empresas de grama instaladas no município que estão causando danos às fontes naturais de água do 3º distrito, a lentidão das obras da CEDAE em Jaconé e a necessidade de avaliação do Plano Municipal de Saneamento Básico, que está prestes a ser aprovado. O Subcomitê da Lagoa de Saquarema tem sido uma alavanca para importantes discussões e propostas para o CBHLSJ, como foi a demanda e necessidade de comunicação que resultou na posterior criação do jornal e do site Voz das Águas, veículos de comunicação reconhecidos por divulgar as notícias da bacia. Foi uma semente plantada neste subcomitê e que floresceu em todo o território nacional, mas que infelizmente por questões burocráticas teve o processo interrompido abruptamente, no início de 2013.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.