JMJ “botou água no feijão”

Jovens peregrinos visitam a exposição na Casa de Cultura de Saquarema (Foto: Agnelo Quintela)

Jovens peregrinos visitam a exposição na Casa de Cultura de Saquarema (Foto: Agnelo Quintela)

Jovens de todo o mundo na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, de 23 a 28 de junho, para ver o papa Francisco, recém-eleito pelo Vaticano, e que com uma linguagem informal, como em “boto fé nos jovens”, conseguiu reunir pessoas de fé em todas as cidades brasileiras. Saquarema recebeu a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em maio, no posto Ipiranga, na Rodovia Amaral Peixoto. Entre os vários eventos organizados pelas paróquias de Santo Antônio, em Bacaxá, Nossa Senhora de Nazareth, em Saquarema e Conceição, em Sampaio Correia, houve a procissão da réplica da cruz peregrina, que partiu do Morro da Cruz, no dia 18 de julho, sentido Centro de Saquarema, por onde entoavam cânticos e pedidos de paz. O momento de fé terminou na igreja de Nossa Senhora de Nazareth.

A Casa de Cultura de Saquarema realizou a exposição Círio de Nazareth “Saquarema acolhe a Jornada Mundial da Juventude”, que ficou aberta à visitação do dia 8 a 31 de julho, finalizando com a procissão da réplica da imagem de Nossa Senhora de Nazareth para a igreja matriz. Muitos jovens de Saquarema, como de toda a região, foram ao Rio de Janeiro e, a esperança que levaram em suas bagagens, tornaram leves as dificuldades e os motivavam não só a verem o papa, mas a lutarem pela construção de uma Igreja mais moderna, nos moldes do Século XXI, como já vem acontecendo em diversas partes do mundo, inclusive em Saquarema. Há que se registrar ainda, a presença de vários jovens hospedados em Saquarema, de vários países, em casas de famílias católicas.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.