Fórum da Agenda 21 Saquarema comemora o Dia Mundial da Água

Fundadora e coordenadora do Fórum  da Agenda 21, a jornalista Dulce Tupy explicou o processo de criação do documento em Saquarema e a necessidade de mobilização  do poder público e sociedade civil (fotos: Edimilson Soares)

Fundadora e coordenadora do Fórum
da Agenda 21, a jornalista Dulce Tupy explicou o processo de criação do documento em Saquarema e a necessidade de mobilização
do poder público e sociedade civil (fotos: Edimilson Soares)

O Dia Mundial da Água é celebrado mundialmente desde 22 de março de 1993. A data foi recomendada pela ONU (Organização das Nações Unidas) durante a Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, a célebre Eco-92, realizada no Rio de Janeiro. Desde então, as celebrações acontecem em vários países e, este ano, a ONU declarou 2013 o Ano da Cooperação pela Água, para destacar ainda mais a importância da água, um recurso vital para a humanidade, mas cada vez mais escasso em todo o planeta.

Em Saquarema, o Dia da Água foi comemorado com uma apresentação do Fórum da Agenda 21 na Câmara Municipal, através do uso da Tribuna Livre, um projeto do Legislativo Municipal que permite a fala de representantes da sociedade civil, durante 15 minutos. A jornalista Dulce Tupy, editora do jornal O Saquá, foi porta-voz do Fórum da Agenda 21 na Câmara. Durante sua apresentação, foi feito um pequeno histórico do processo de construção da Agenda 21 de Saquarema, um instrumento de planejamento, publicado em forma de livro pela Petrobras, no âmbito da Agenda 21 Comperj, que reúne 14 municípios no entorno de Itaboraí, onde está sendo construída a maior refinaria de petróleo da América Latina.

Rodrigo Borges, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara

Rodrigo Borges, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara

No contexto da Agenda 21, Dulce ressaltou a importância da água em Saquarema, especialmente a necessidade de se preservar as nascentes dos rios. Como exemplo, falou do Programa Rio Rural que vem se desenvolvendo na microbacia do Rio Roncador, em Sampaio Corrêa. Feito em parceria com o Banco Mundial, que destinou 300 mil reais para o programa, Dulce também falou do aporte de 70 mil reais do Fundo de Boas Práticas do Comitê de Bacia Lagos São João, que destinou recursos para a construção de um viveiro de árvores nativas da Mata Atlântica, no Horto Florestal.

A apresentação do Fórum da Agenda 21 Saquarema foi muito apreciada pelos vereadores, que em seguida fizeram comentários e destacaram o compromisso com o desenvolvimento sustentável. Neste sentido, praticamente todos os vereadores se manifestaram, em especial o presidente da Comissão Parlamentar do Meio Ambiente, Rodrigo Borges, da Comissão de Justiça, Chico Peres, a vereadora Adriana, o vereador Matheus, da Colônia de Pescadores, e o secretário da Câmara, Guilherme Pitiquinho. Vale ressaltar que a Câmara Municipal sempre esteve aberta à Agenda 21, desde o seu lançamento pioneiro, feito em 1997, em evento público realizado no próprio plenário da Câmara, totalmente lotado. Naquela ocasião, vereadores chegaram a se reunir no Rio, com a então secretária nacional do meio ambiente, Aspásia Camargo, hoje deputada estadual. Entre eles, o vereador Paulo Renato, hoje presidente da Câmara e que, em 2008, fez a indicação de criação da lei da Agenda 21 Saquarema, já modificada, mas em vigor até hoje.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.