Pitiquinho, eleito com o maior número de votos para a Câmara Municipal

Entrevista com Guilherme Pitiquinho, campeão de votos na eleição para vereadores

Pitico, ex-vereador e pai de Pitiquinho apoiou diretamente  a vitoriosa campanha  do novato. (Foto: Edimilson Soares)

Pitico, ex-vereador e pai de Pitiquinho apoiou diretamente a vitoriosa campanha do novato. (Foto: Edimilson Soares)

Ao conseguir nessa eleição a expressiva marca de 2.156 votos, entrando para a história como o vereador mais votado de Saquarema, Guilherme Pitiquinho já pode ser considerado um campeão. Filho do ex-vereador Hamilton Pitico e da professora Carmem Regina, Pitiquinho nasceu e foi criado no Boqueirão, onde mora até hoje. Na infância e adolescência, Pitiquinho estudou no colégio Washington Luis, amadureceu morando sozinho, iniciou o curso superior de Direito, em Niterói, e trabalhou no Rio de Janeiro, antes de entrar de cabeça na campanha eleitoral.

A prefeita Franciane, Pitiquinho e Paulo Melo na campanha que foi um sucesso absoluto.

A prefeita Franciane, Pitiquinho e Paulo Melo na campanha que foi um sucesso absoluto.

Aos 26 anos, Guilherme Ferreira Oliveira, o Pitiquinho, chorou abraçado ao pai, Pitico, no trio elétrico estacionado na Praça Santo Antônio, logo após a apuração dos votos e a confirmação do resultado nas urnas. Foi um momento de muita emoção, para quem conhece a família e o destino da saudosa Tia Regina, mãe de Pitiquinho, falecida muito jovem, deixando viúvo Pitico e órfãos os filhos pequenos: Pitiquinho e Lorena. Foi pensando nela que Pitico e Pitiquinho choraram, dedicando a vitória eleitoral a ela, uma jovem mulher, empolgada com a política, que carregava bandeiras nos comícios junto com o marido…

Sobrinho do ex-prefeito Dalton Borges e da Tia Rosângela, irmã de “Gal”, apelido da mãe, a Tia Regina, que hoje dá nome a uma escola no Boqueirão, onde viveu com a família, Pitiquinho é um garoto bom; é maneiro! E filho de peixe, peixinho é! Para conhecer melhor um pouco deste jovem carismático, tão querido em seu bairro e por todos e todas que o conhecem em Saquarema, Niterói e Rio de Janeiro, que carrega consigo uma legião de amigos e fãs, o jornal O Saquá publica esta entrevista onde Pitiquinho abre sua alma e seu coração. (Dulce Tupy, com a colaboração de Edson Botelho)

O SAQUÁ – Quando e como você entrou na política?

Pitiquinho – Em 2009 me filiei ao PMDB de Saquarema e comecei minha militância no segmento jovem do partido, o PMDB.

O SAQUÁ – Você teve influência de seu pai?

Pitiquinho – A carreira bem-sucedida de meu pai me influenciou, sim. Ele foi vereador por dois mandatos e atualmente é o Chefe de Gabinete do Deputado Paulo Melo, Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, a ALERJ.

O SAQUÁ – Qual a grande inspiração de seu pai?

Pitiquinho – Com certeza a alegria. Meu pai orgulha-se de ter amigos. Quando um amigo se afasta, ele se entristece. Meu pai é fiel.

O SAQUÁ – Qual foi o tom de sua campanha?

Pitiquinho – Queria fazer algo diferente. Surgiu a ideia das “Pitiquetes”, com seu colorido azul combinando com a descontração da nossa música de campanha. A alegria foi o destaque da minha campanha.

O SAQUÁ – Você fez uma campanha voltada para os jovens?

Pitiquinho – Inicialmente sim, mas no decorrer da campanha percebi uma grande aceitação em todos os segmentos. Foi legal receber o apoio daqueles que eu carinhosamente chamo de meus tios. Mas não posso esquecer de destacar a visita que o Marco Antônio, filho do governador Sérgio Cabral e presidente da Juventude do PMDB, me deu vindo a Saquarema.

O SAQUÁ – A que você atribui uma votação tão expressiva nas eleições?

Pitiquinho – A sinceridade na hora de falar com o eleitor sobre minhas propostas de campanha e estar do lado certo, ao lado de Franciane, a prefeita que mais fez por Saquarema.

O SAQUÁ: Quais são seus principais projetos para a cidade?

Pitiquinho – Gosto muito do discurso do deputado Paulo Melo. Acho que chegou o momento de investirmos na beleza da cidade. Franciane já fez muito, mas é preciso fazer mais.

O SAQUÁ – E por onde você começaria?

Pitiquinho – Pretendo apresentar projetos paisagísticos; tanto para a reurbanização das orlas das praias e da lagoa quanto para o centro da cidade. Acho a natureza a maior vocação de Saquarema. Temos de preservá-la.

O SAQUÁ: O que o povo de Saquarema pode esperar de você?

Pitiquinho – Quero agradecer a todos que votaram em mim e aqueles que trabalharam em minha campanha. Prometo muito trabalho; me esforçarei para nunca decepcioná-los.

Pitiquinho e seu pai na carreata, passando pela ponte, no centro.

Pitiquinho e seu pai na carreata, passando pela ponte, no centro.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Dulce Tupy é editora do jornal O Saquá e da Tupy Comunicações.